Chega de crueldade desnecessária: Israel é o 1° a proibir comércio de peles

Chega de crueldade desnecessária: Israel é o 1° a proibir comércio de peles

“O comércio de peles de animais, importação e exportação, será proibido, exceto para as necessidades de pesquisa, educação e certas tradições religiosas”, declarou o Ministério israelense do Meio Ambiente israelense.

Israel é o 1° país do mundo a proibir, a nível nacional, essa crueldade inútil chamada comércio de pele de animais.

Demorou!!!

Parece que estamos ainda na idade da pedra e estamos mesmo! A evolução humana é lenta e, pensa que, por motivos religiosos, o uso de pele para a fabricação do “Schtreimel”, um chapéu usado por alguns judeus ultra ortodoxos permanece autorizado!!!

Isso mesmo: quando você acha que a palhaçada acabou, ela ainda está longe do fim. Alguém explica por que os humanos criam animais maravilhosos como os visons para fabricarem casacos cafonas, vendidos por preços absurdos por marcas da “alta” moda?

O consumidor tem que boicotar essa cafonice, afinal, alternativas existem:

Pele vegetal feita de cacto e algodão: adeus ao couro animal

Israel na frente: gesto histórico!

O país proibiu por decreto ministerial o comércio de peles de animais destinados à indústria da moda:

“A indústria do comércio de peles causa um sofrimento inimaginável aos animais, e este decreto transformará o mercado de moda israelense, tornando-o melhor no cumprimento dos padrões ambientais”, disse Gila Gamliel, ministra do Meio Ambiente, em um comunicado.

“Gesto histórico”. “Israel é o primeiro país do mundo a fechar as portas a esta indústria cruel”, declarou  Jane Halevy-Moreno, diretora da Coalizão Internacional Anti-Pele.

Bom para hoje temos essa notícia mas estamos ainda longe de sermos civilizados.

Em alguns países, o comércio de pele de animais é proibido mas parcialmente, somente para algumas espécies, principalmente as ameaçadas de extinção. Mas a proibição total do comércio geral de peles acontece apenas em algumas cidades ou estados, por isso Israel é o primeiro país a proibir.

Crueldade inútil desnecessária

Fique sabendo!

Assim como no caso da vivissecção e dos testes em animais para fabricação de cosméticos, o uso de pele de animais para a indústria da moda é algo absurdamente desnecessário. E é incrível pensar que esse absurdo AINDA não tinha sido proibido em nenhum país, e menos ainda a nível global.

Pensa naquelas bolsas horríveis (tem gente que acha maravilhosa) da Hermès, naqueles sapatos cafonas (tem gente que acha incrível) de marcas ultra famosas e caras feitas de pele de serpentes, de crocodilos, etc.

É de uma crueldade que vocês não imaginam, mas se quiserem se informar, leiam:

Hermès horror: crocodilos cruelmente abatidos para virarem pulseiras de relógio

Em qual século o Homo sapiens irá proibir de vez toda e qualquer crueldade com nossos irmãos? Em qual sécuolo o homem vai entender que animais sentem dor, amor, sofrem e amam como a gente?

É o tratamento nosso dispensado aos animais a causa dessa pandemia. Vamos acordar!

Antes tarde do que nunca!

Talvez te interesse ler também:

Campanha chocante mostra a crueldade por trás de artigos de luxo

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *