Peixinho da horta ou lambari - a folha frita é deliciosa e nutritiva

  • atualizado: 
peixinho da horta lambari

Esta é mais uma das conhecidas, e muito usadas, PANC - plantas alimentícias não convencionais. Segue abaixo uma receita gostosa para você preparar com peixinho da horta, uma planta de folhas peludinhas, comestíveis e saborosas.

A verdadeira “peixinho da horta” é a planta Stachys byzantina, também conhecida como "peixinho", "orelha-de-lebre", "lambari" ou “sálvia”, dependendo da região.

A Stachys byzantina é usada como ornamental pois se reproduz facilmente, por estacas ou pedaços de rizoma, se espalha sobre o terreno formando arbustos baixos e folhosos em uma cor verde-prateada brilhante. Esta é uma planta rústica, bastante resistente a insetos e doenças, que gosta de climas amenos ficando murcha quando o dia é muito quente mas, se recuperando com o frescor da noite.

stachys byzantina

Repare bem em como a folha é "peluda" - é por essa sua característica, que lembra as folhas da Salvia officinalis e outras espécies de sálvia, que esta planta também é conhecida com esse nome: sálvia.

É usada na medicina popular para acalmar a tosse e irritações da faringe pois tem ação béquica (que age na irritação da garganta) e emoliente (que tem a propriedade de amolecer, distender, abrandar tecidos, por exemplo).

lambs ear

As folhas são geralmente consumidas fritas, empanadas ou à milanesa.

É uma planta rústica, não exigindo cuidados específicos e é bastante resistente ao ataque de pragas e doenças.

Como se usa o peixinho da horta na cozinha

A receita básica indica que as folhas, lavadas e secas, do peixinho da horta, podem ser fritas, empanadas ou não, e servidas como guarnição ou aperitivo.

Seguem duas receitas, uma bem temperadinha para gostos mais apurados. As duas receitas são do site Tudo sobre plantas.

1º Receita

Separe um punhado de folhinhas bem escolhidas, bonitas, lavadas e secas e mais os seguintes ingredientes:

- ½ xícara de farinha de trigo;

- ½ xícara de água gelada;

- 1 colher (sopa) de maisena;

- ¼ de colher (chá) de fermento em pó;

- 1 pitada de sal;

- Óleo para fritar.

Como fazer

Misture os ingredientes secos (farinha, maisena, fermento e sal) em uma tigela), junte a água e faça uma massa bem homogênea. Passe as folhinhas por essa massa e frite-as em óleo bem quente até que fiquem crocantes. Polvilhe com sal ao gosto e sirva.

2º RECEITA:

Para preparar 24 folhas de peixinho da horta bem lavadas e secadas empanadas e fritas, com um tempero especial.

Misture os seguintes ingredientes e tempere as folhas escolhidas:

- suco de um limão

- 1 colher de sopa de alecrim picado

- 3 colheres de sopa de azeite de oliva

- 1 colher de sopa de manjerona picada

- sal e pimenta

Prepare a massa para empanar com os seguintes ingredientes abaixo.

- 1/2 xícara de farinha de trigo

- 1/4 xícara de água

- Sal

- uma colher de café rasa de Curry

É preciso que a massa seja bem misturada, ficando homogênea e bem líquida. Mergulhe as folhas temperadas e frite-as em óleo bem quente. Sirva rociada com limão.

Cuidados com as PANC

woolly stachys

As PANC são plantas alimentícias não convencionais, ou seja, que não se encontram nos mercados para a venda, por desinteresse mercadológico. No entanto, são alimentícias, nutritivas, ricas e gostosas.

Cada país tem as suas e quem mais as conhece é o pessoal que mora no campo. Nós, urbanos, temos que ter muito cuidado quando resolvemos nos apropriar desses usos rurais pois, precisamos saber diferenciar, com toda segurança, uma planta alimentícia, saudável de outra que seja tóxica. Portanto, sempre que decidir experimentar uma PANC que você não conhece muito bem, pergunte a quem conhece, a quem está acostumado a colhê-las na mata e a cozinhá-las. Pois, algumas precisam ser bem cozidas em água ou passadas no fogo, para que algum princípio tóxico se degrade e possam ser, realmente, inócuas para a sua saúde.

Leia mais sobre as PANCs:

seta10 FLORES COMESTÍVEIS E DICAS ÚTEIS ANTES DE COMER

seta10 MATOS COMESTÍVEIS PARA VOCÊ CONHECER E SE BENEFICIAR

setaPLANTAS NATIVAS BRASILEIRAS COMESTÍVEIS E POUCO CONHECIDAS