Helicônias: variedades e espécies. Como plantar e cuidar delas?

  • atualizado: 
helicônia

Parece um cacho de bananas, mas trata-se de uma planta tão exótica quanto seu próprio nome: Helicônia. Já ouviu falar?

Esta planta, muito comum em jardins decorativos, também é conhecida como caeté ou bananeira do mato e pertence ao próprio gênero  Heliconia, da família Heliconiaceae. Trata-se de uma planta tropical, originária da América do Sul, América Central, Ilhas do Pacífico e Indonésia.

No entanto, seu nome é uma homenagem à montanha Helicon que fica no sul da Grécia, onde acreditavam-se viver as musas inspiradoras das artes. E não é à toa, pois a Helicônia tem um porte belíssimo!

Possui hastes longas e pendentes, com gomos grossos, vermelhos e amarelos que lembram os bicos dos tucanos e parecem pesadas, mas são levíssimas. Sua extensão é coberta por uma penugem avermelhada, proporcionando uma textura macia como veludo.

As folhas também são bem frágeis e rasgam facilmente com o vento forte e a chuva. As flores verdadeiras são brancas e ficam escondidas entre os gomos de cores vibrantes que imitam as cores de um pássaro.

Tipos, variedades e espécies

heliconia rostrata

Helicônia rostrata

 

heliconia psittacorum

Heliconia psittacorum ‘Alan Carle’

A variedade de Helicônias é tão grande, que já existe até poster com todos os tipos para dar de presente (veja abaixo)! O número de espécies de Helicônias conhecidas chega próximo a 200, sendo 30 espécies naturais só no Brasil. Dentre elas, as principais são:

  • Heliconia angusta
  • Heliconia aurorae
  • Heliconia bihai ‘Lobster Claw’
  • Heliconia psittacorum
  • Heliconia rostrata
  • Heliconia bihai ‘Chocolate Dancer’
  • Heliconia caribaea
  • Heliconia collinsiana
  • Heliconia episcopalis
  • Heliconia latispatha ‘Orange Gyro’
  • Heliconia lingulata ‘Fan’
  • Heliconia lingulata ‘Spiral Fan’
  • Heliconia psittacorum ‘Alan Carle’
  • Heliconia rostrata ‘Nana’
  • Heliconia stricta
  • Heliconia wagneriana
 heliconia species
Fonte foto

Como plantar e cuidar das Helicônias?

O cultivo da Helicônia é bem simples, pois ela não exige podas e adubações regulares. Por ser uma espécie de clima quente e úmido, o ideal é plantá-la em solo composto por partes iguais de terra e húmus, mantendo a umidade a maior parte do tempo.

Por isso, recomenda-se molhar uma vez pela manhã e outra a noite, tomando cuidado apenas para não deixar o solo encharcado, uma vez que pode resultar em fungos.

Além disso, elas também gostam de luz solar. Portanto, mantenha-as sob luz solar direta por 6 horas todos os dias, ou então coloque uma lâmpada de sol, se for necessário.

O espaçamento entre uma planta e outra também é importante, pois elas precisam de muito espaço para se espalhar. O ideal é manter uma distância de 4 a 6 metros entre elas.

Mantenha a Helicônia sempre limpa, livre de plantas daninhas para manter a unidade necessária, bem como retire folhas e caules mortos da planta para favorecer o seu crescimento.

Fora isso, o cuidado e o carinho devem ser os mesmos tidos com outras plantas e flores do seu jardim, uma vez que todas elas necessitam de nutrientes, poda, rega e muita atenção!

Talvez te interesse ler também:

BASTÃO-DO-IMPERADOR: QUE PLANTA MAIS LINDA! VAMOS PLANTAR?

COMO PLANTAR ANÊMONAS NO VASO E NO JARDIM

COMO PLANTAR CÚRCUMA, O AÇAFRÃO-DA-TERRA

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!