Urtigas várias, de comer, umas queimam, outras não

  • atualizado: 
urtigas várias

Urtiga é como a gente chama as plantas que causam aquela ardência na pele - a urticância e até, a urticária - coceira, bolhas e até pústulas, dependendo da sensibilidade da pessoa. muitas plantas que têm essa propriedade urticante e, muitas destas são chamadas, popularmente, de urtigas. Falaremos aqui sobre algumas destas, todas comestíveis e muito saudáveis, algumas bravas (que queimam) e outras mansas.

Em um artigo anterior sobre os Matos Comestíveis falamos da Urtica dioica, a urtiga europeia que aparece nas beiras de caminhos e nos jardins. Uma planta considerada invasora, atinge altura de até 60 cm, com folhas grandes, formando arbustos e maciços.

As folhas da U. dioica são recortadas e cheias de pelinhos onde se concentra o princípio ativo que causa urticárias diversas.

urtiga

Urtiga-comum ou Urtica dioica

Em outro ainda falei da urtiga-branca, também chamada de urtiga apesar de não ser da espécie Urtica. Essa urtiga-branca é uma urtiga que não pica, é mansa e tem diversos usos medicinais interessantes.

urtiga branca

Urtiga-branca ou Lamiun album

Outra urtiga muito importante, especialmente para uso medicinal, é a Urtica urens cujas propriedades são usadas, na homeopatia, para tratar diversos tipos de alergias com edema, urticárias e queimaduras. A Urtica urens é a urtiga pequena cujas propriedades urticantes são muito mais poderosas do que as que encontramos na Urtica dioica.

Na fitoterapia lhes são reconhecidas inúmeras propriedades: diurética, antigotosas, anti-inflamatórias, antianêmicas, cicatrizantes. Na indústria, as urtigas da família das Urticaceae são usadas para fabricar, com suas fibras, uma tela verde praticamente indestrutível.

urtica urens

Foto - Urtica urens

Dentre as urtigas mansas - as comestíveis

 

Boehmeria caudata

Urtiga-mansa, folha-de-santana, é a Boehmeria caudata, da família Urticaceae porém, sem pelos urticantes - esta é uma planta arbustiva comum da mata atlântica, que forma arbustos de até 5 metro de altura. Suas folhas, compridas e pouco serrilhadas como as da foto abaixo, podem ser consumidas cozidas (só assim ficam macias). É preciso tirar a nervura central, que é dura, e cortar a folha, em tiras finas. As folhas mais jovens são mais agradáveis de paladar. Pode entrar em receitas como o espinafre e a couve.

boehmeria caudata

Foto - Boehmeria caudata 

Boehmeria nivea

Rami é outra urtiga mansa - é a Boehmeria nivea - muito parecida com a Boehmeria caudata, com grandes folhas arredondadas (cuja parte de trás é branca) e flores brancas. É um tanto fibrosa e, por conseguinte, só se consegue consumir após ser cozida e batida, para quebrar as fibras (é aconselhável coá-la para retirar todas as fibras e poder tomar o seu rico caldo verde).

boehmeria nívea

foto Boehmeria nívea

Urtiga-vermelha

Das urtigas bravas, que queimam, temos ainda a Laportea aestuans também conhecida como urtiga-vermelha pois tem ramos avermelhados. Suas folhas são bem escuras e serrilhadas - sua queimadura pode resultar bastante dolorosa portanto, use luvas para manipulá-la. As folhas da urtiga-vermelha deve ser cozidas em água fervente, escorridas e refogadas em óleo quente e temperos. Tem ótimo sabor e substitui a escarola em qualquer prato (sem ser amarga como esta).

laportea aestuans

foto - Laportea aestuans

Laportea glandulosa

Outra da mesma família, a Laportea glandulosa, é muito parecida e pode ser usada da mesma maneira sem o risco de você ser queimado pela planta. A questão é saber diferenciá-las bem já que estas duas Laportea são plantas silvestres, matos de comer.

laportea glandulosa

foto - Laportea aestuans

Urera nitida

Ainda há, nas urtigas bravas, as que queimam, a urtiga-roxa ou cansanção, a Urera nitida. Esta urtiga tem folhas muito grandes, que atingem os 22cm de comprimento, cheias de pelinhos urticantes - tenha cuidado. Seus cabinhos (ramos que ligam as folhas ao caule) são arroxeados e cachos de frutinhos róseos ou brancos, doces, menores que uma lentilha.

Use uma luva grossa para colher o cansanção. Antes de ferver, retire os espinhos passando uma faca nas folhas, pela frente e por trás. Esta urtiga é a mais saborosa de  todas as urtigas e também a de maior riqueza (é rica em ferro, boro e proteínas, muito mais que qualquer outra urtiga. Pode ser usada em refogados, sopas, recheio de torta, pães, molhos, cremes e diversas receitas diferentes. Mas, cuidado porque essa urtiga queima de verdade.

urera nitida

foto Urera nitida, Cansanção

Ainda existem a Urera aurantiaca e a Urera caracasana mas, sobre essas, o Matos de comer ainda não deu seu veredícto.

Especialmente indicado para você:

seta11 FERTILIZANTES E PESTICIDAS ORGÂNICOS FEITOS EM CASA

seta5 REMÉDIOS NATURAIS PARA PROTEGER SUAS PLANTAS DOS PULGÕES

setaADUBO ORGÂNICO: 9 FORMAS NATURAIS DE ADUBAR A TERRA DO JARDIM E VASO