Soluções alternativas, e ecológicas, de compostagem caseira

Lixo orgânico

Você já leu muita coisa sobre compostagem, certamente. Mas, se você tem um jardim, ou uma horta, deve saber que tem outros jeitos, tão bons quanto, de se devolver, à terra, a matéria orgânica que é lixo de cozinha. Vou te contar a minha experiência aqui em casa.

Um quintal e duas soluções de compostagem

Eu tenho quintal, com plantas e espaço - isso é um benefício de quem mora fora de cidade, como eu. Moro na praia, num terreno de 400 m², uma família de quatro pessoas que consomem bastante fruta, e sobram cascas, claro.

Na cozinha temos um pote para as cascas de frutas, restos de verdura e todos os orgânicos crus que saem da cozinha - casca de ovosborra de café, enfim, tudo o que você possa imaginar.

A composteira

Em um canto do quintal fiz uma composteira - um vaso grande, de plástico, com furos na parte de baixo. Lá junto uma grande parte dos orgânicos, cubro com folhas, e o processo de compostagem vai-se dando naturalmente, o chorume escorrendo para a terra (o tal do vaso, de 50 litros, está enterrado 15, 20 cm dentro da terra e fica bem tampado). Da composteira tirarei terra orgânica para os vasos do próximo ano.

Mas, não é sempre na composteira que coloco os restos orgânicos.

Cascas de ovo eu esmigalho, a mão, e forro a parte de cima dos vasos onde tenho plantas mais atrativas para os caracóis e caramujos que abundam aqui pelo excesso de chuvas e umidade.

Borra de café, como tem todos os dias, eu coloco uma parte na composteira e outra parte, vou colocando, à mão, junto às plantas que mais requerem deste adubo fosfatado. Só não pode ficar grudado com os caules senão pode queimar a planta. E, quais plantas são essas? Bem, aquelas que apresentam a borda das folhas amarronzadas são as que mais precisam (por exemplo, as mudas de cacau que plantei junto ao muro).

setaLeia mais: COMO RECONHECER A CARÊNCIA NUTRITIVA DAS PLANTAS PELO ASPECTO DE SUAS FOLHAS

Na horta

Algumas vezes, abro um buraco na terra e enterro os restos do pote de orgânicos, assim, diretamente. Só que é preciso abrir o buraco e depois cobrir os restos para não juntar moscas. Sobre esses montinhos, pode-se plantar o que quiser - enquanto os restos orgânicos, anaerobicamente, se degradam, as plantas acima destes vão aproveitando da liberação dos nutrientes.

E o fertilizante líquido

Mas, outro uso muito adequado para os restos vegetais, principalmente de folhas verdes, é fazer um jarro de fertilizante líquido.

A receita é simples!

Pegue as folhas que você ia jogar no lixo, jogue tudo no liquidificador com meio litro de água e bata, com vontade, até virar um suco verde. Este suco você vai aumentar com mais dois litros de água, ou três, e usar para regar aquelas mudinhas que plantou e que estão meio fraquinhas.

Mas, essa forma de usar os orgânicos da sua cozinha tem algumas restrições: não dá para usar nada que tenha sido cozido, nem os cítricos (casca de limão ou laranja não serve).

Esta é uma maneira prática de se devolver à terra a matéria orgânica que dela retiramos com o alimento, conseguindo uma melhora na estrutura do solo do seu jardim ou horta.

Direto para os vasos

Não! Colocar os orgânicos diretamente nos vasos em que vai plantar não é uma boa solução a não ser que você se dê ao trabalho de bater tudo no liquidificador para conseguir uma massa homogênea e, mesmo assim, terá de esperar 3 meses, com o vaso tampado, para poder plantar alguma muda dentro.

A não ser, claro, que você use vasos bem grandes, de mais de 20 litros de terra, faça a camada de drenagem com pedrisco (dois dedos, no fundo), coloque uma boa camada de orgânicos (até 20 cm de altura) e complemente com terra. Nesse caso valerá a pena porque, enquanto a planta cresce, os orgânicos se deterioram, as raízes vão aproveitar dessa adubação extra, o excesso de chorume escorrerá pelo fundo do vaso diretamente na terra do jardim.

No pé das árvores

Esta é uma boa solução para manter a adubação das suas árvores - fazer um buraco, com escavadeira manual, por exemplo, junto ao tronco e enterrar os orgânicos da cozinha. Mas, faça o buraco para orgânicos a uma distância de uns 30 a 50 cm do tronco, fundo, e ponha uma tampa provisória enquanto estiver juntando orgânicos lá. Quando estiver quase cheio, cubra tudo com terra, soque bem e abra outro buraco ao lado. Desta maneira a árvore terá sempre nutrientes frescos ao correr do ano.

Essas são soluções alternativas para aqueles que têm alguma dificuldade em gerenciar uma composteira para compostagem aeróbica (que precisa ser remexida de tempos em tempos) ou que não dispõem de material seco (folhas ou serragem) para a cobertura dos resíduos. Mas, lembre-se de enterrar bem os orgânicos para impedir o aparecimento de moscas e outros animais.

Especialmente indicado para você:

setaTUDO SOBRE COMPOSTAGEM CASEIRA

seta11 FERTILIZANTES E PESTICIDAS ORGÂNICOS FEITOS EM CASA

seta5 REMÉDIOS NATURAIS PARA PROTEGER SUAS PLANTAS DOS PULGÕES