©wsanter/Pixabay

Sapato para cachorro: sim ou não? Quando e como usar

Sapato para cachorro: sim ou não? Quando e como usar

Com o estreitamento da nossa convivência com os cachorros, eles se tornaram integrantes da família para muita gente. Por essa razão, alguns cuidados e atitudes para com eles tem se tornando comuns, como o de calçar sapatinhos neles.

Levando essa questão em conta, vem a indagação: até que ponto é benéfico colocar sapatinhos no cachorro?

Para responder a essa dúvida, este conteúdo traz informações de especialistas mostrando os dois lados da moeda, ou seja, quando é prejudicial colocar sapatinhos no cachorro e quando é necessário.

Fique sabendo!

Por que é prejudicial usar sapato em cachorro

Para começar a elucidar essa questão, serão apresentados a visão de algumas veterinárias que destacam a utilidade de usar os sapatinhos somente em alguns casos.

A veterinária e diretora clínica do Grupo Vet Popular, Caroline Mouco Moretti, deu vários esclarecimentos ao Canal do Pet sobre como pode ser prejudicial colocar sapatinhos nos doguinhos. Ela não vê necessidade em usar sapato para cachorro.

Os tutores geralmente querem usar sapatos ou por uma questão de higiene, quando faz muito frio ou calor para não queimar a pata do animal.

Se o tutor quiser por algum motivo fazer uso dos sapatinhos no animal, a recomendação é que não o faça de forma frequente.

Com relação à higiene, às vezes a pessoa leva o cachorro para dormir na cama por exemplo,  a veterinária lembra que existem outras formas de proteger as patinhas do peludinho, sem precisar fazer uso do sapato. E se o problema for o calor, bastaria evitar passeios nos horários mais quentes.

“Se o uso do sapatinho estiver atrelado a manter a higiene, após passeios na rua, podemos resolver isso facilmente com o uso de lenços umedecidos, assim que o animal retornar à sua casa; mas se o intuito é proteger as patinhas do calor, basta evitar passeios em horários de maior incidência solar.”

Para quem aí se lembrou que lencinhos umedecidos são poluentes, um lixo e uma despesa a mais, saiba que existem formas de fazer lencinhos multi-uso em casa ou de higienizar a pata do cachorro usando simplesmente um pano.

Esta veterinária ainda revela sobre os impactos dos sapatinhos em relação a:

Transpiração através das patinhas

Segundo a veterinária Caroline Mouco Moretti, usar sapato, além de inútil, pode favorecer a proliferação de doenças:

“O coxim está preparado fisiologicamente para amortecer o caminhar do animal e fazer a troca de calor, por isso, ao usar sapato, a pata do animal continuará fazendo essa troca, mas desta vez, o calor ficará preso no sapato. E se o calor ficar preso pode ajudar na proliferação de fungos e outras doenças.”

Outra veterinária, Flavya Mendes de Almeida, que também é professora do curso de veterinária da Universidade Federal Fluminense, em um publicação da Veja Saúde/Vida Animal alerta para um outro problema relacionado ao impedimento da transpiração pelas patas causado pelo uso do sapato:

“Em um dia quente, por exemplo, esses itens podem até gerar hipertermia.”

Hipertemia é o aumento de temperatura do corpo e isto pode acontecer se o pet estiver usando sapatinhos, em um dia muito quente, pois estes acessórios bloqueiam a saída do calor do corpo dele através das suas patinhas.

Com a retenção da transpiração, a temperatura corporal sobe muito e o peludinho pode desmaiar, sofrer convulsões ou ter problema renal.

Unhas compridas podem dar problema

Caminhar sem sapato faz com que o animal lixe naturalmente suas unhas, o que é importante pois,

com a unha não desgastada, o animal acabará machucando essa região. E qualquer tratamento nesta região é muito complicado, uma vez que a área está sempre em contato com o solo e o animal costuma lamber qualquer medicamento colocado ali.”

Quando usar sapato para cachorro é necessário e benéfico?

Por todas essas razões, o uso de sapatos em cachorro não é aconselhável, sendo útil somente em alguns casos, dependendo de onde o animal for andar.

  • Por exemplo, se você tiver que levar o cachorro para passear em terrenos rochosos, perigosos com espinhos, pedregulhos, vidros e outras situações semelhantes que coloquem em risco a saúde do pet, o uso do sapato pode ser útil mas sempre com moderação.
  • Quando o cachorro tem alguma lesão na região das patinhas, então, se coloca o sapatinho para ajudar a evitar que ele fique lambendo ou mexendo no machucado e para proteger o curativo.
  • Em horários muito quentes em passeios pelo asfalto, areia quente, se você não puder pegar o cachorro no colo, o uso do sapato pode ser pontual e limitado com atenção à questão da transpiração que já dissemos. Evite passear nesses horários.

Como acostumar o cachorro a usar sapatinhos?

Se você acredita que precisará acostumar o animal a usar sapato porque costuma passear com ele nas situações acima mencionas, o ideal é que o acostume a usar sapatinho desde filhote, pois quanto mais idade ele tiver, mais estranhará o acessório, precisando de um tempo maior para se adaptar.

Nesse caso, a técnica de reforço positivo (recompensa) pode ser útil. Então, cada vez que ele der um passinho com o sapatinho, se faz um agrado ou dá um petisco para ele. Assim, ele associará o sapatinho com algo bom.

Lista de orientações para uso do sapato em cães

Após todas essas informações, segue uma lista de orientações e cuidados relacionados a quando for colocar o sapatinho no querido canino:

  • Preste atenção se o sapatinho fica largo ou apertado, pois se não calçar direito poderá provocar lesões nas patinhas do pet, como acontece quando compramos um calçado que não serve direito em nossos pés.
  • Prefira sapatos, de material flexível, ventilado e leve. Isso contribui para evitar lesões e garantir o conforto do pet, ao andar. Tecidos de algodão por exemplo podem ser uma boa opção.
  • Os casos em que o sapatinho é mais indicado é quando o terreno oferece algum risco para o animal.
  • Animais suam principalmente pela boca, através da língua de fora, e pelos coxins (almofadinhas) na região inferior das patinhas. Por isso, não se deve abusar de colocar sapatinhos neles dados que ao vedar essa região com os sapatinhos, você dificulta a saída do calor através da transpiração.
  • Os usos mais indicados dos sapatinhos nos amigos caninos é para proteger ele de contaminações, manter a higiene ou isolar as patinhas do calor em tempos mais quentes ou onde o frio é rigoroso, quando for levá-los para passear.
  • É preciso atentar que o uso excessivo dos sapatinhos pelo animal de estimação pode favorecer que os coxins fiquem mais finos e sensíveis e que as unhas cresçam demais por falta do desgaste natural do contato direto com o solo.
  • Os sapatinhos podem ser indicados nos casos em que você saia demais com seu amigo de aventuras mas queira protegê-lo de contaminações não tendo que ficar toda hora desinfetando as patas deles com produtos que geralmente contêm substâncias químicas, e podem irritar a pele das patinhas dele. Use o bom senso e não exagere nem na limpeza nem no uso do sapato.
  • Após o período de adaptação ao uso do calçado pelo pet, se ainda ele demonstrar desconforto e incômodo, pode ser que haja algo errado, então suspenda o seu uso imediatamente e averigue se o atrito do calçado provocou alguma lesão externa ou interna.
  • O uso do sapato pode ser indicado pelo veterinário em casos de alergia do animal ao contato com alguma superfície, como a areia da praia por exemplo. Consulte um veterinário.

Seguindo essas orientações, os sapatinhos poderão ser úteis em situações em que, de fato, eles sejam necessários para proteger o amado cachorro

Faça você mesmo: como fazer sapato para cachorro

Se você acredita que de vez em quando deverá colocar sapato em seu cachorro, saiba que é muito simples fazer você mesmo o sapatinho, evitando fomentar o já inchado mercado de produtos para pets, reutilizando materiais que tiver em casa, gastando pouco ou nada.

Aprenda neste vídeo do canal Bordando Sonhos como fazer um sapatinhos para seu pet, mas antes veja a lista do material necessário.

Materiais necessários: 

  • 4 retângulos de 14 x 9 cm do tecido de sua preferência
  • 1 retângulo de 22 x 6 cm
  • 40 cm de Elástico de 1 cm de largura
  • 4 botões
  • Opcional: Pistola de cola quente e 1 bastão

Pet com ou sem sapatinhos?

O ideal é respeitar a natureza desse nosso animal de estimação afinal, as almofadinhas, os pelos e as unhas das patinhas dele já são uma forma de proteção natural do animal.

Por outro lado, como os animais já não estão vivendo mais em meio à natureza, como os seus ancestrais, e estão mais em contato com os costumes humanos, então existem situações em que o uso do sapatinho pode ser necessário, principalmente nos centros urbanos com seus asfaltos sujos, cacos de vidros, água parada e lixo no chão.

Em suma, que prevaleça o bom senso, a necessidade, a proteção e o bem-estar do animal de acordo com cada situação.

Veja outras dicas de cuidados com os pets em:

Calmantes naturais para cachorros nervosos: como acalmar seu dog

Remédios naturais para coceira, alergia, fungo e dermatite em cachorros

Receitas de Biscoitos Saudáveis para Cachorros

Como ajudar cães traumatizados a superarem seus medos e fobias

Carrapato em cachorro: 20 remédios naturais eficazes

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *