Califórnia: cães adotados na pandemia são devolvidos (os humanos não precisam mais deles)

Califórnia: cães adotados na pandemia são devolvidos (os humanos não precisam mais deles)

Cães que haviam sido adotados durante o lockdown, em virtude da pandemia, estão sendo devolvidos aos abrigos e centros de adoção nos EUA, conforme as restrições vão diminuindo ou sendo suspensas.

Segundo a agência de notícias britânica Reuters, as justificativas para tal ato são diversas. Uns alegam que é hora de voltar ao trabalho e não têm com quem deixar o pet, outros culpam as despesas ou a perda de emprego.

O oposto aconteceu durante as restrições da pandemia, quando a adoção de animais de estimação aumentou bastante nos EUA.

Isso ocorreu porque as pessoas buscavam driblar os efeitos negativos do confinamento, como solidão, tédio, ansiedade ou tristeza, recorrendo ao companheirismo de um amigo pet.

Agora, como as restrições estão gradativamente acabando, as pessoas estão devolvendo os pets, lotando as ONGs e os abrigos com a alta devolução dos animais.

Chloe Esperiquette, coordenadora de Desenvolvimento do Centro de Adoção Wags and Walks em Los Angeles, Califórnia, já tinha a percepção de que isso poderia acontecer, e de fato está acontecendo.

Essa triste realidade piora uma situação que já estava ruim nas intuições de proteção animal, lotadas e  com recursos escassos.

O pior são as consequências nefastas disso, relatadas  por Chloe Esperiquette:

“Todos os anos nos Estados Unidos, 1,5 milhão de animais de abrigo são sacrificados”, incluindo 670 mil cães.

Na Wags, salvamos aproximadamente 1.000 cães por ano. Definitivamente, não é o suficiente.”

Glen Zipper, produtor executivo das séries documentais Dogs e Cat People no Netflix, sabe o quão prejudicial pode ser para um animal ser devolvido a um abrigo de animais.

Ele descobriu isso depois de levar um filhote de pitbull, resgatado por ele, a um abrigo e ouviu que o animal seria sacrificado.

Zipper acabou adotando o cachorrinho para livrá-lo dessa trágica sina, e largou até seu emprego como promotor criminal em Nova Jersey para trabalhar naquele abrigo, antes de se tornar produtor de TV.

“Trabalhar com animais, encontrar lares para eles e ajudar a salvar suas vidas, sinto que tenho um propósito.

Eu acordo todas as manhãs e sinto que estou fazendo a diferença.”- contou Zipper

Essa história é um alerta para aqueles que pretendem devolver seus cães aos abrigos.

Este vídeo traz uma reportagem sobre esse infortúnio para a vida animal. O vídeo está em inglês mas pode ser traduzido para o português, clicando no botão de configuração do vídeo e escolhendo a língua para a tradução através da legenda.

Pelo visto, o abandono de animais é um problema de nível mundial. Por isso, nós do greenMe sempre trazemos conteúdos que coloca em evidência esse problema, faz análises e apresenta propostas de soluções para que aumentem as adoções e o amparo aos animais, com a finalidade de diminuir o abandono e o sofrimento deles.

Leia e compartilhe esses conteúdos para que mais e mais pessoas possam se conscientizar e se mobilizar pela causa animal:

Talvez te interesse ler também:

Como fazer casinha para salvar gatos de rua do frio

Cãodomínio: porque todos têm direito a um abrigo

Para abrigar os cachorros do frio, a casinha de garrafa-pet. Aprenda a fazer

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *