Excesso de Cera no Ouvido → Atenção aos Remédios Caseiros!!!

  • atualizado: 
excesso de cera no ouvido

Muita gente reclama de excesso de cera no ouvido e acredita que a solução para isso tenha um nome: haste flexível. Porém isso não é verdade. Apesar de comum, esse hábito, pode prejudicar – e muito – a saúde auditiva. Isso por que a cera de ouvido tem uma função muito importante.

Para que serve a cera do ouvido?

Existem partes do corpo humano que, à primeira vista, são um pouco “sujinhas”, mas, na verdade, têm uma função importantíssima de proteção. É o caso da cera de ouvido, ou cerúmen.

Feita de uma substância oleosa, que contém queratina, ácidos gordos da cadeia longa, colesterol, esqualeno e álcool, é produzida pela parte externa do canal auditivo e tem como função proteger o ouvido de três formas: evitando a entrada de impurezas e pequenas partículas nocivas, como a poeira; lubrificando e prevenindo infecções dentro da orelha.

Além disso, o próprio corpo se encarrega de limpar o excesso de cera produzido pelo organismo. No entanto, em alguns casos, essa produção de cerúmen pode ser maior do que o necessário.

Quais são as causas do excesso de cera no ouvido?

Algumas pessoas produzem mais cera do que outras. Mas há outras situações que facilitam essa produção de cera em demasia, como o uso de aparelhos auditivos ou tampões, maus hábitos, como limpar o ouvido com haste flexível (tendo em vista que o ato de colocar esse objeto no canal auditivo pode empurrar a cera ainda mais para dentro), infecções de repetição, excesso de pelos no ouvido, estresse, ansiedade e envelhecimento.

Quais são os sintomas que indicam excesso de cera no ouvido?

A sensação de ouvido tampado é um dos principais sinais de que o ouvido pode estar com excesso de cera.

Além disso, em alguns casos, há diminuição da audição, dor, zumbido, coceira, mau cheiro, dores de cabeça, inchaço dos gânglios linfáticos do pescoço, e até mesmo tosse.

Excesso de cera pode fazer mal?

Sim. Além de todos os incômodos listados acima, o excesso de cerúmen pode provocar danos irreversíveis para o tímpano e levar à perda total da audição, de modo permanente.

Pode ainda causar eczema do meato acústico, otite externa, exostose e osteoma do meato externo.

Remédios naturais para excesso de cera no ouvido

Algodão com soro caseiro no ouvido

Este remédio caseiro consiste em molhar levemente um algodão no soro caseiro e colocá-lo no ouvido, inclinando a cabeça para que entre um pouco (algumas gotas) do soro ao interno do ouvido. Depois inclina-se a cabeça para o outro lado esperando que o excesso de cera saia.

Algodão com água e água oxigenada

O mesmo procedimento acima se faz usando água oxigenada 10 volumes misturada em partes iguais de água normal filtrada. Molha-se o algodão e retira-se o seu excesso para inserir apenas algumas poucas gotas da mistura ao interno do canal auditivo. Vira-se a cabeça para o lado oposto esperando que o liquido tenha retirado o excesso de cera.

Algodão com vinagre e álcool líquido

Igualmente acima, costuma-se usar um algodão para inserir no ouvido algumas gotas (3 a 5) de uma mistura feita de partes iguais de vinagre e álcool para remover o excesso de cera e evitar infecções.

Óleo no ouvido

(Alguns usam óleo amornado) também é um remédio caseiro muito usado.

Cone chinês

(Que se vende em farmácias e consiste em criar uma pressão para a retirada da cera através de uma vela acesa) também é muito conhecido.

Medicamentos a base de peróxido de ureia e glicerina

Alguns, vendidos sem prescrição médica, também são muito comuns. Eles prometem dissolver a cera facilitando sua saída.

Grampos, objetos pontiagudos, sprays e até seringas

Estes objetos além de seringas com conteúdo líquido, são utilizados por aqueles mais "corajosos" ou desesperados para resolverem o problema...

Mas aqui vale o alerta!!!

O ouvido é uma parte muito sensível do corpo. Qualquer tentativa de tratá-lo, sem indicação médica, pode resultar em consequências sérias e irreversíveis. Por isso o mais recomendado é sempre procurar o especialista indicado, nesse caso, o otorrinolaringologista, para que ele faça a avaliação necessária.

Há muitos remédios ditos “naturais” na internet, que podem ser bastante perigosos especialmente se houver perfuração no tímpano e outras condições que somente um profissional pode avaliar.

Evidentemente, algumas soluções podem servir para alguns casos, mas é difícil saber quais são passíveis de tratamentos caseiros, e quais não.

Produtos como água oxigenada, azeite de oliva, soro caseiro e vinagre são usados, ocasionalmente, em alguns casos. Mas tudo deve ser avaliado por quem realmente entende do assunto, ou seja, um médico.

Como prevenir o excesso de cera no ouvido

Acredita-se geralmente que o uso das hastes flexíveis (o famoso cotonete) previne o excesso de cera no ouvido mas, a verdade é que este instrumento pode acumular ainda mais cera dado que a empurra para o fundo.

Usar objetos pontiagudos do cotidiano (como chaves e grampos) podem ainda causar infecções dada a falta de higiene destes objetos e do perigo do método.

Quem trabalha em ambientes empoeirados ou muito barulhentos podem usar tampões para evitar que o ouvido, como autoproteção, exagere na formação do cerúmen (como visto, este serve para proteger os ouvidos).

Consulte um otorrinolaringologista

Caso sinta alguns dos sintomas mencionados, caso acredite que teus ouvidos acumula cera em excesso, não hesite em procurar um especialista.

Especialmente indicado para você:

seta COMO LIMPAR OS OUVIDOS SEM USAR COTONETES

seta COMO ALIVIAR A DOR DE OUVIDO COM REMÉDIOS NATURAIS

seta MEIA DE SAL: A SOLUÇÃO NATURAL CONTRA A DOR DE OUVIDO