©worldarchitecture

O tijolo mais resistente que concreto, feito de plástico reciclado por esta queniana

O tijolo mais resistente que concreto, feito de plástico reciclado por esta queniana

Mais plástico no mundo? Que benefício pode haver em produzir um tijolo feito de um dos materiais que mais polui o meio ambiente?

A queniana Nzambi Matee, fundadora da startup Gjenge Makers, sediada em Nairóbi,  criou um material de construção leve e de baixo custo feito de plástico reciclado com areia para produzir tijolos mais resistentes do que o concreto.

Segundo o site World Architecture, Matee desenvolveu uma técnica nova de conversão de resíduos em materiais sustentáveis que a fez ganhar a premiação Jovem Campeã do Earth 2020 Africa do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

O prêmio “fornece financiamento inicial e orientação para ambientalistas promissores enquanto eles enfrentam os desafios mais urgentes do mundo”.

O produto desenvolvido pela Gjenge Makers pode ser aplicado em casas, escolas ou ruas, já que é altamente durável e de baixo custo de manutenção. A empresa consegue produzir de 500 a 1000 tijolos por dia através da reciclagem de 500 quilos de resíduos plásticos diariamente.

O problema do lixo plástico é mundial e a empresa de Matee está empenhada em contribuir para ajudar a resolvê-lo:

“O lixo plástico não é apenas um problema do Quênia, mas é um problema mundial. Decidimos o que mais podemos fazer em vez de apenas ficar sentados à margem e reclamar. Basicamente, as empresas têm que pagar para descartar o lixo, então resolvemos o problema”, diz a engenheira.

O processo de fabricação dos tijolos começa com o recebimento do lixo plástico de
fábricas de embalagens ou da compra de outras recicladoras. Na empresa, mistura-se a areia com o plástico e um aglutinante. Uma máquina faz a mistura do resíduo plástico com a areia, em temperaturas altíssimas, e outra, que é uma prensa, faz a compressão do material.

Matee explica que o plástico é um material com enorme potencial, mas ainda é mal utilizado e compreendido:

“É um absurdo que ainda tenhamos esse problema de fornecer abrigo decente – uma necessidade humana básica. O plástico é um material que é mal utilizado e mal compreendido. O potencial é enorme, mas sua vida após a morte pode ser desastrosa”.

É de ideias inovadoras e inteligentes em sua simplicidade que precisamos para resolver o problema do lixo no mundo!

Talvez te interesse ler também:

Plástico descartável do delivery é o que mais polui os oceanos, revela pesquisa

20 empresas produzem mais de 50% de todo o plástico descartável do planeta

Esta invenção simples captura microfibra das roupas e impede que microplástico vá parar no oceano

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *