China apresenta proposta para limpar atmosfera e água: torres tecnológicas!

China apresenta proposta para limpar atmosfera e água

No ano de 2016 – ou seja, daqui há apenas 2 anos, terão início as obras chinesas de construção das torres Phoenix, que têm como objetivo serem as maiores que se tem notícia...ah! e que também visam limpar o céu e a água naquele país. É isso mesmo!

A obra, que terá lugar na província de Wuhan, levará as torres a chegarem a mais de 1 km de altura e limparão tanto o ar quanto a água de um lago da vizinhança, bem poluído.

Como funcionarão as Torres Phoenix

Uma das duas torres Phoenix será a mais alta e dotada de uma chaminé térmica, que ao ser aquecida pela incidência de raios solares, irá absorver o ar que está poluído e a água do lago. Dentro da chaminé, haverá uma filtragem e limpeza de ambos os elementos e, só então serão retornados ao ambiente. Com isso, o empreendimento faz uso da chamada “energia passiva”.

Somente a torre mais alta terá turbina eólica e com isso irá gerar energia para todo o conjunto da obra.

Uma ideia ousada

Embora ainda não saibamos ao certo se o projeto será exitoso, a grandiosidade do feito já representará um marco para a arquitetura mundial contemporânea. Há, além do par de torres, alguns restaurantes, em formato de planetas, que dão a impressão de estarem em órbita entre as construções. A visão do empreendimento é a de reunir unidades habitacionais, comerciais e de serviços.

Não bastasse toda essa ousadia, a torre mais baixa receberá um muro verde que irá até seu topo, e com isso, será o maior jardim vertical de que se tem notícia.

O projeto das Torres Phoenix

Os dois prédios gigantescos e os “planetas” no entorno foram criados no prestigiado escritório de arquitetura Chetwoods, com sede em Londres, na Inglaterra. A inspiração para a imponente obra foram as formas da natureza.

Ao ser finalizada, a obra terá 100 metros de altura a mais que o prédio Burj Khalifa, em Dubai, com 828 metros de altura.

A conclusão do projeto já está prevista para final de 2017 ou começo de 2018.

Fonte fotos: chetwoods.com