Em Jerusalém, papoulas gigantes dão luz e sombra à cidade sagrada

Em Jerusalém novas flores desabrocham, porém, são um pouco diferentes do que se poderia esperar. Para darem um toque de cor, chegaram à cidade flores gigantes.

Um grupo de arquitetos de Tel Aviv instalou Warde, uma série de quatro esculturas semelhantes à papoulas vermelhas prontas para florescerem. As flores se abrem cada vez que alguém caminha sob ou nas proximidades das estruturas.

São verdadeiras esculturas interativas, cheias de cor e energia que dão vida nova à cidade e que foram projetadas para fornecerem iluminação à noite e sombra de dia, quando as pétalas das flores se abrem.

As quatro papoulas estão divididas em dois pares. O primeiro está localizado na praça do mercado da cidade, enquanto o segundo está nas proximidades da estação de trem. As estruturas reagem quando os pedestres passam perto delas para criarem sombra com seu tecido de 9 metros de largura, ou para iluminarem durante a noite. Isso permite o uso inteligente da energia, ou seja, somente quando ela é necessária.

De acordo com os autores do projeto, a cidade não estava em boas condições, especialmente do ponto de vista estético, cheia de lixo que se acumulava pelo chão. A intenção de Warde não é porém lutar contra o caos e sim criar um espaço urbano mais habitável usando elementos diferentes dos habituais.

A novidade parece ter sido muito apreciada pelos cidadãos e pelos turistas que visitam Jerusalém.

Só esperamos que estas estruturas sejam de longa duração e que realmente poupem energia para o seu funcionamento. Que são lindas...são mesmo!

Leia também:

UM JARDIM FLUTUANTE PARA DESPOLIR UM DOS CURSOS D’ÁGUA MAIS POLUÍDOS DOS EUA

HOTEL EM SÃO PAULO TEM FACHADA INTERATIVA

UM OÁSIS CRIADO EM CIMA DE UM ANTIGO LIXÃO: SUSTENTABILIDADE E TRABALHO DE COMUNIDADE