O que fazer com os 538 mil orelhões que a ANATEL pretende desativar?

Dos 950 mil orelhões espalhados pelo país, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em parceria com empresas de telefonia, irá desativar 538 mil. O que fazer com eles?

Aqui no GreenMe, já falamos sobre projetos que procuram dar um novo uso a cabines telefônicas e orelhões em desuso. Mostramos um na Inglaterra, cujo objetivo é transformar as icônicas cabines vermelhas em desfibriladores e trouxemos uma lista de dez outras ideias espalhadas pelo mundo.

Estamos em um momento bastante oportuno para tentar aplicar alguma(s) dessas ideias aqui no Brasil.

Leia também:

AS CABINES TELEFÔNICAS DE LONDRES PODERÃO SE TRANSFORMAR EM DESFIBRILADORES

A falta de uso – ocasionada, principalmente, pela popularização dos telefones celulares – e o vandalismo, que acaba por inutilizar inúmeros aparelhos, são os motivos apresentados pela Anatel para realizar tal desativação.

As informações são da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Neste link, é possível ver uma reportagem feita sobre a notícia em Salvador, assim como uma entrevista com Maria Inês Dolci, coordenadora institucional do Proteste – Associação de Consumidores, que defende a manutenção dos aparelhos.

Fonte foto: fotospublicas.com