Guerrilha tricô para combater o crime

Guerrilha tricô para combater o crime

Guerrilha Tricô não é só uma forma divertida para colorir a cidade cinzenta, mas também uma estratégia para permitir que os habitantes urbanos sintam-se menos ameaçados pelo crime. É o que está acontecendo na Grã-Bretanha, para ser mais preciso, em Leicestershire, onde a polícia local decidiu usar o tricô de guerrilha para reduzir o medo causado pelo crime.

A polícia de Leicestershire acredita que, graças à guerrilha, os parques e ruas principais parecem ser mais seguros para os cidadãos, ajudando-os a superarem o medo de criminosos e ao mesmo tempo mantendo-os longe dos mau intencionados. A crença é de que um ambiente externo mais confortável possa reduzir a percepção de medo por parte dos cidadãos.

As decorações têm aparecido sobretudo nas árvores dos parques, nos portões e nos lampadários públicos, dando à cidade um toque de cor e alegria. A sua execução foi confiada aos estudantes de escolas locais e a grupos de guerrilha tricô, como o Guerrilla Knitting de Birstall.

As ações ligadas ao Guerrilla Knitting têm principalmente a tarefa de formar novos laços entre os cidadãos de diferentes locais dentro de uma determinada zona. Uma comunidade mais unida verá a participação de pessoas que sabem que podem confiar umas nas outras, sentindo-se mais seguras, como resultado contra possíveis ataques de criminosos.

Os trabalhos produzidos pela guerrilha foram colocados nas áreas da cidade consideradas de maior risco de crime. Consequentemente, estes lugares serão mais vigiados pela polícia local, como resultado das preocupações expressas pelos cidadãos. A esperança das autoridades é de que os cidadãos possam sentir-se mais seguros, dado que o nível de preocupação sobre o crime seria maior do que o real número de crimes revelados.

Secondo Charlotte Bilby, uma especialista em criminologia da Northumbria University, a Guerrilla Tricô pode ser uma arma eficaz seja contra o medo do crime que contra o próprio crime. Não é a primeira ocasião em que tal prática é considerada como um poderoso meio de coesão social.

Fonte fotos: for the Love of Europe