Bamboo Bike: na África a pobreza se combate com bicicletas de bambu

bamboo bike

Bicicletas de bambu para gerar empregos e proteger o meio ambiente em Gana. A bici que já é um sucesso, é uma iniciativa de Bernice Dapaah, para combater o desemprego e a pobreza neste país africano.

A bicicleta nasceu da colaboração com uma rede internacional para a produção de bambu e vime. O bambu é utilizado para fazer o quadro da bicicleta, enquanto o vime serve para criar as clássicas cestinhas.

Ajudar os fabricantes da bici a saírem da pobreza e disponibilizar à pessoas do mundo inteiro, um meio de transporte sustentável.

O projeto para a criação de uma nova bicicleta de bambu tem fins nobres, e parece estar sendo muito apreciado.

Bicicleta de bambu feita em Gana

O resultado do empenho a favor do povo e do meio ambiente se chama Ghana Bamboo, uma empresa social com sede em Kumasi, em Gana, onde são produzidas as bicicletas super leves e resistentes, graças ao material com que são fabricadas.

Na visão dos idealizadores da iniciativa, o bambu é cinco vezes mais forte que o aço e a fabricação destas bikes requer muito menos energia.

As bikes são montadas por jovens que de outra forma estariam desempregados e viveriam na pobreza. O projeto tem dois objetivos: social e ambiental. Bicicletas de bambu são uma alternativa ecológica para carros. O bambu cresce rapidamente, produz até 35% de oxigênio a mais do que outros tipos de árvores e plantas, e ajuda a prevenir a erosão do solo, uma das principais preocupações dos agricultores de Gana.

A equipe pretende plantar 10 árvores para cada bambu usado, para proteger o solo e combater a sua degradação.

Bicicleta feita de bambu

A iniciativa recebeu prêmios importantes em 2010, apenas seis meses depois da apresentação do seu primeiro protótipo. Mais de 1.000 bicicletas já foram vendidas na Europa e nos Estados Unidos. A bike de bambu custa mais ou menos 400 reais.

Para empregar os jovens ganenses, novos laboratórios estão surgindo em todo o país e deverão empregar cerca de 50 jovens a mais. 

Esta é uma forma de gerar emprego de forma responsável, sustentável e solidária.

Para saber mais sobre este projeto, clique aqui.

Fonte fotos: springwise.com