©Youtube

Visita ilustre: mãe ursa aparece com filhotes na casa de um humano (vídeos)

Visita ilustre: mãe ursa aparece com filhotes na casa de um humano (vídeos)

Aconteceu em Asheville, na Carolina do Norte nos Estados Unidos. Patrick Conley é “amigo” de uma turma de ursos que visita sua casa desde 2017. Esse ano, ele recebeu a visita ilustre de dois filhotes de ursos com sua mãe.

Patrick conta aqui, no seu Canal no Youtube, que 4 ursos vêm visitando a sua propriedade desde, pelo menos, agosto de 2017  (mas provavelmente antes disso).

Onde ele mora existem ursos urbanos acostumados com humanos, infelizmente, o motivo desse costume não é nada bom, pois muitos animais são “condicionados por comida”, o que NÃO é uma coisa boa, como explica o próprio Patrick na descrição do seu Canal.

Os ursos se aproximam em busca de alimento porque muitas pessoas se esquecem de proteger suas latas de lixo ou deixam pra fora comida para seus animais de estimação, o que faz com que os ursos acabem criando dependência dos humanos para se alimentarem, perdendo a capacidade natural deles de sobrevivência, tornando-se inclusive agressivos muitas vezes.

Patrick deu nomes aos ursos: a mãe se chama Maïté, seu filho robusto Maurice e as filhas Simone e Solange.

No vídeo abaixo veja a família de ursos visitando sua casa:

A mãe, Maïté, é a primeira a chegar na varanda, seguida da filha Simone e do filho corpulento Maurice. Solange, mais tímida, ficou na escada.

Essa big family seguiu caminhos separados por volta de maio de 2018. Simone é a única que continuava aparecendo, pelo menos uma vez por semana, e foi ela quem apareceu recentemente com seus minúsculos filhotes:

O que acontece nesse lugar?

Asheville é uma cidade montanhosa situada na Carolina do Norte, Estados Unidos. A situação nessa localidade é delicada pois à medida que a cidade cresce, a  população de ursos cresce junto.

Como explica um artigo no publicado em novembro de 2019 no The Wall Street Journal, os ursos-negros estão construindo tocas dentro dos limites da cidade por um simples motivo: comida.

Os ursos vagam justamente nos horários de coleta de lixo e vasculham quintais em busca de sementes de pássaros. Eles engordam na primeva para ficarem inativos no inverno.

Os moradores locais são incentivados a cuidarem do lixo e a evitarem a visita dos animais para o bem de todos, dos animais e dos humanos. O fato de animais selvagens se aproximarem de humanos por si só já é uma coisa ruim.

Por mais fofo que pareça, cada um tem seu lugar na biodiversidade da  Terra e, de certo, comer restos do lixo humano, não é a melhor dieta para os ursos.

Como diz a reportagem:

“Asheville cresceu quase 40% nos últimos 20 anos, impulsionada por aposentados e trabalhadores remotos que buscam uma cultura de artes e atividades ao ar livre no oeste das Montanhas Blue Ridge (…)

Durante séculos, os humanos conquistaram territórios habitados por animais selvagens (…). A diferença aqui é que em vez de tentar remover ou realocar os animais, as pessoas procuram coexistir com ele”.

Mas não é simples.

No ano passado, em uma comunidade 16 km a leste de Asheville, uma mulher que passeava com seu cachorro foi gravemente ferida por uma mãe ursa que procurava lixo e o urso acabou sendo sacrificado por policiais de vida selvagem.

Patrick Conley, o cara do Canal, é uma pessoa consciente do fato. O que ele faz é respeitar os urso NÃO dando comida para eles.

O Homo sapiens invade o lugar do animal e ainda quer viver de boas com ele mas animais selvagens estão muito melhor no habitat deles. Acredite!

Por isso, nós dizemos sempre: nunca alimente animais selvagens. Isso é perigoso e prejudicial para todos.

Talvez te interesse ler também:

50 ursos-polares famintos invadem uma vila russa: os habitantes os alimentam

O que fazer se você encontrar um animal silvestre na sua casa

Pare de fazer selfie: #stopanimalselfies. A campanha da Costa Rica de respeito à vida selvagem

Milhares de animais selvagens comercializados em péssimas condições de higiene na China, antes da pandemia

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *