A incrível migração de 64 mil tartarugas marinhas na Austrália registrada por drones

A Ilha Raine, a noroeste de Cairns, próximo à grande Barreira de Corais na Austrália, é o maior local de nidificação de tartarugas-verdes do mundo.

Por causa disso, pesquisadores australianos trabalham em parceria com o Projeto Raine Island Recovery para proteger e restaurar o crítico habitat da ilha.

Usando um drone para realizar pesquisas populacionais precisas, os pesquisadores conseguiram contar até 64.000 tartarugas-verdes ao redor da ilha esperando para chegarem à terra e colocar seus ovos.

As imagens são impressionantes, totalmente maravilhosas e foram feitas em dezembro do ano passado e divulgadas agora, pelo Twitter, na página oficial do governo de Queensland:

Andrew Dunstan, do Departamento de Meio Ambiente e Ciência (DES) e principal autor do artigo, disse que os pesquisadores estão sempre buscando novas maneiras de conduzir pesquisas com populações de tartarugas e os drones foram considerados altamente eficientes.

Antes, outros métodos menos eficientes foram utilizados, como uma câmera go-pro para vídeo subaquático ou pintar com uma tinta branca não tóxica os cascos das tartarugas enquanto estivessem em terra firme botando os ovos e depois monitorá-las, mas por poucos dias, porque a tinta sai na água.

“Em um pequeno barco, contamos tartarugas pintadas e não pintadas, mas os olhos são atraídos muito mais para uma tartaruga com uma faixa branca brilhante do que uma tartaruga sem pintura, resultando em contagens tendenciosas e precisão reduzida”, explica Dustan.

Nessas condições, é possível prever a dificuldade de contar com precisão milhares de tartarugas pintadas e não pintadas a partir de um barco pequeno onde até as condições metereológicas importam.

O uso do drone é uma tecnologia muito útil que veio para ficar e ajudar a documentar os maiores números de tartarugas vistos desde o início do projeto de recuperação da ilha de Raine.

O projeto ainda adota medidas para melhorar e reconstruir as praias, cercas e para fortalecer as condições naturais da ilha e garantir a sobrevivência de tartarugas-verdes do norte e de muitas outras espécies que lá residem.

Para acessar a visão do drone, clique AQUI

O trabalho de pesquisa pode ser encontrado AQUI

Para mais informações sobre o Projeto de Recuperação da Ilha Raine, visite AQUI o site oficial do governo australiano.

Talvez te interesse ler também:

Condenação exemplar: caçadores são condenados por matarem um lobo na Espanha

Uma jubarte com seu filhote: a belíssima foto vencedora do importante prêmio de fotografia

Elefanta grávida come abacaxi cheio de bombas e morre. Artistas prestam homenagens emocionantes

Sobre Juliane Isler

Juliane Isler
Juliane Isler, advogada, especialista em Gestão Ambiental, palestrante e atuante na Defesa dos Direitos da Mulher

Veja Também

STF suspende julgamento sobre abate de animais apreendidos por maus-tratos

Marcado para sexta-feira passada, de forma virtual, o julgamento que decidiria se animais silvestres ou …