Ratos são inteligentes e limpos. Veja estas e outras razões para ter um rato de estimação

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

As pessoas têm preconceitos contra os ratos, acreditam que são animais sujos e perigosos,  que mordem e transmitem doenças. Muita gente tem até pavor, nojo e fobia destes seres, mas mal sabem as pessoas que ratos são animais inteligentes, empáticos e brincalhões. E que, sobretudo, merecem nosso respeito porque são explorados pela ciência por serem mamíferos inteligentes e sensíveis – e portanto, infelizmente, ideais para servirem de cobaias em laboratórios.

Neste conteúdo vamos mostrar algumas curiosidades sobre esses bichinhos e os motivos para se ter esses roedores como animais de estimação.

Razões para se adotar um rato

A coordenadora do programa da Cummings School, Virginia Shugrue, a pedido de sua filha Elise resolveu criar ratos de estimação.

Ela e a filha adotaram os ratos Maurine, Candace e Tiger Lilly.

Elise, uma adolescente de 13 anos ama ratos porque eles realmente interagem com seus tutores.

Segundo Jennifer Graham, veterinária do Hospital Henry e Lois Foster para Animais Pequenos e chefe do serviço de medicina zoológica de animais de companhia (ZCAM) da Cummings School, nos lares dos EUA, os ratos são animais de estimação muito populares, ela explica:

“Vemos uma quantidade razoável de ratos de estimação, em parte porque eles são muito sociáveis e de baixo custo para manutenção.

Os ratos exigem apenas uma área pequena, portanto são animais de estimação adequados para apartamentos.

Alguns gostam de ficar com seus humanos o dia todo.”

Curiosidades sobre os ratos

Para quem desconhece a natureza do rato, fique sabendo que eles têm muitas qualidades. Trata de um animal inteligente, empático, afetuoso, brincalhão e limpo.

Inteligente

Ratos conseguem se sair bem diante de desafios complexos como, por exemplo, sair de dentro de um labirinto com rapidez e destreza.

É um animal ágil e perspicaz diante dos desafios que possa se deparar.

Empático

Se um rato vir outro companheiro de sua espécie precisando de ajuda, ele auxilia o amigo.

A veterinária Virginia Shugrue testemunhou isso,  quando Candace, a ratazana de sua família e companheira dos outros ratos, estava doente. Maureen, um dos ratos, compartilhava e levava sua comida para ela, e o outro rato, Cheerios, dividia seu lanche favorito com Candace.

Afetuoso

Ratos gostam de carinho e de proximidade com seus humanos e outros ratos, pois são bem sociáveis, sensíveis e receptivos.

Brincalhão

Eles são bem ativos e gostam de brincar. Por isso, precisam de bastante estímulos, como brinquedos, elementos que possam explorar e outros amiguinhos de sua espécie, pois, além de tudo, estes bichinhos apreciam a interatividade.

Limpos

As pessoas têm uma representação negativa desses roedores por associá-lo aos ratos que perderam seus habitats para a urbanização e que vivem em condições precárias, então logo se pensa nestes bichos como criaturas repugnantes e sujas de esgoto mas, na realidade, se não fosse os fatores adversos que estes animais vivem nas ruas, a situação deles seria diferente, pois, eles são até mais dados a auto-limpeza do que os gatos.

Rato como animal de estimação

Este vídeo do canal Slime Sam Sapeca mostra seis motivos que propiciam o rato ser um animal de estimação, como o fato dele ser calmo, limpo e esperto, gostar de companhia humana, ser divertido e fácil de alimentar.

Cuidados com os ratos

Para quem tem vontade de adotar um ratinho e não sabe como cuidar, seguem algumas orientações paras criá-lo direitinho.

Espaço

Para enriquecer o ambiente que este animal irá viver, crie um espaço que ele possa se movimentar com brinquedos e objetos para que possa interagir, se divertir e explorar.

Saúde

Ratos de estimação vivem menos que outros animais domésticos, entre 2 a  3 anos em média. Por isso, curta cada momento com esse animalzinho e cuide bem dele, porque além de tudo esse animal é propenso a certas doenças, como problemas respiratórios e, no caso, das fêmeas, os tumores mamários. Por isso, é recomendável a esterilização desde tenra idade, pois isso reduzirá a probabilidade dessa doença.

Alimentação

Outro cuidado que se deve ter é com a alimentação desse animal, para não correr o risco dele ficar obeso por conta de alimentos inadequados.

Dietas com muitos carboidratos gera excesso de peso nesses animais e diminuem a expectativa de vida deles.

O recomendável é ração formulada especialmente para esses animais e complementar a alimentação com frutas e legumes.

Convivência com crianças mais novas

Apesar dos ratos serem animais limpos, pais com crianças menores de 5 anos precisam ficar atentos e ter cuidados assim como em qualquer circunstância que envolva elas, pois, nessa idade as crianças podem mexer no animal de forma abrupta e serem mordidas, além do mais colocar a mão na boca depois, de mexer neles, ficando suscetíveis a infecções.

Casinha do rato

A casinha do rato onde ele irá dormir ou ficar quando for necessário, para mantê-lo em segurança, precisa  ser uma gaiola  grande, onde ele possa se acomodar e, ainda, ter esconderijos, túneis, rede e brinquedos para se movimentar e ter estímulos motores.

A moradia do ratinho deve e ser limpa semanalmente.

Adoção de ratos

Quem tiver interesse em adotar um ratinho, segue uma dica para isso:

No Brasil tem uma comunidade, com página no Facebook, chamada Adote Ratos Brasil.

Essa comunidade, segundo informações da página, surgiu pela iniciativa de Renata que é uma apaixonada por ratos e que divulga e coordena a adoção desses animais para encaminhá-los a um lar seguro e adequado.

Para quem quer ter um rato como animal de estimação, lembre-se que ele também é uma vida senciente e que tem a sua própria natureza, por isso, saiba como lidar e cuidar dele para tratar e conviver bem com esse adorável e pequeno ser.

A ideia de adotar um rato é interessante porque o homem decidiu eleger o gato e o cachorro como animais de estimação por excelência, e as outras espécies, menos afortunadas, viraram comida, “artistas” de circo, atrações em zoológicos e cobaias de laboratório, como os ratos, os coelhos, os macacos, etc. Claro que o ideal seria que todo animal permanecesse em seu habitat natural, mas também é preciso acabar com a preferência de uma espécie por outra, seja para alimentação seja para a domesticação. Todos os animais são seres sensíveis, que merecem respeito e admiração, pois cada um deles faz parte do todo que é a biodiversidade da Terra.

Ratos são os seres mais explorados em pesquisas e em estudos científicos. Usados como cobaias para experimento de todo tipo, esses animais sofrem maus bocados. Um professor de biologia em uma universidade nos Estados Unidos, decidiu dar em adoção seus ratos de laboratório até como forma de agradecimento do “trabalho” por eles prestados. A historia pode ser lida no link abaixo:

Talvez te interesse ler também:

Teste do Nado Forçado, um dos testes em animais mais cruéis que existem

2020 é o Ano do Rato: versatilidade, capacidade de adaptação e resistência. Aproveite!

Ratos lutando no metrô: a foto bizarra que o público elegeu como vencedora

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Instagram
Siga no Facebook