Leões doentes e desnutridos correm o risco de morrer trancados no pior zoológico do mundo: a petição para salvá-los

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A morte de um leão no Sudão motivou uma campanha on-line para evitar que outros cinco tenham o mesmo destino. Os animais vivem no zoológico Al-Qureshi Park, em Cartum, capital do país africano, mas, segundo os relatos, há semanas não são alimentados nem medicados adequadamente.

A campanha começou porque um homem, Osman Salih, visitou o zoo no fim de semana, fotografou os leões, todos em péssimas condições, e postou em suas redes sociais com a hashtag #SudanAnimalRescue. O objetivo é chamar atenção para o caso e mobilizar as pessoas para salvá-los.

Segundo o relato de Salih, uma fêmea morreu recentemente e outro leão precisou ser transportado para uma clínica para receber um melhor atendimento.

Em entrevista à agência de notícias AFP, autoridades e veterinários do zoo alegaram que as condições dos leões se deterioraram nas últimas semanas devido à escassez de alimentos, resultante da crise econômica que assola o Sudão.

Os alimentos nem sempre estão disponíveis; muitas vezes compramos com nosso próprio dinheiro para alimentá-los, disse Essamelddine Hajjar, gerente do zoo.

Moataz Mahmoud, outro responsável pelo local, confirmou que os leões sofrem de doenças graves e parecem estar desnutridos.

Nas redes sociais, Salih informou que tomou as providências para estabelecer uma parceria com a FOUR PAWS International e a organização se encarregará de enviar “um resgate de emergência para reabilitar os animais, não apenas no zoológico Qurashi, mas em outros parques no Sudão, além de treinar funcionários da autoridade da vida selvagem”.

Após a divulgação das imagens, foi lançada uma petição online para solicitar ao governo do Sudão que fizesse algo o mais rápido possível.

Talvez te interesse ler também: 

Porco vivo amarrado e forçado a fazer bungee jumping para inaugurar parque temático na China

Pesquisa revela: as vacas conversam e têm um “vocabulário próprio”!

Mwalua, o homem que diariamente leva água para saciar a sede dos animais do Quênia

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Jornalista e mestre em Ciência da Religião. Tem 18 anos de experiência em produção de conteúdo multimídia. Coordenou diversos projetos de Educação, Meio Ambiente e Divulgação Científica.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Instagram
Siga no Facebook