Corredor verde de 1,7 bilhão de árvores vai conectar a Floresta Amazônica ao Cerrado

Corredor verde de 1,7 bilhão de árvores vai conectar a Floresta Amazônica ao Cerrado

O Corredor de Biodiversidade do Araguaia é um projeto de reflorestamento que vai atravessar seis estados brasileiros, conectando a Floresta Amazônica ao Cerrado.

A “artéria verde”, como também é chamado, terá 2.600 quilômetros de extensão e 40 quilômetros de largura, sendo 20 km de cada lado do rio Araguaia e Tocantins.

O projeto foi desenvolvido pela Fundação Black Jaguar, do empresário holandês  Ben Valks e conta com o apoio de voluntários, empresas e dos proprietários das terras locais.

A maioria das propriedades ao longo do rio precisa preservar e recuperar a área para estarem de acordo com o Código Florestal. Cerca de 13.148 propriedades rurais estão localizadas ao longo do corredor e estão em déficit de áreas de preservação.

A recuperação da vegetação ao longo do rio Araguaia vai trazer benefícios não só econômicos, mas principalmente ecológicos. Fala-se em uma redução de 527 milhões de toneladas na erosão do solo, captura de 262 milhões de toneladas de carbono decorrentes do plantio de árvores e diversos outros benefícios.

O projeto conta com doações, como por exemplo, de empresas que buscam compensar as emissões de carbono geradas por suas atividades, privilegiando projetos de reflorestamento de áreas degradadas.

Além de promover benefícios para a fauna e a flora, o Corredor de Biodiversidade do Araguaia vai contribuir com a geração de emprego e renda para as comunidades locais.

Segundo a Fundação Black Jaguar, esse será o maior corredor de natureza no mundo e um dos maiores projetos de reflorestamento da América do Sul.

O Corredor conecta também dois ecossistemas importantes: a Floresta Amazônica e o Cerrado, que já teve mais de 70% da sua área desmatada para fins agrícolas.

1,7 bilhão de árvores de espécies nativas a serem plantadas

No site do projeto, podemos ver as estatísticas com os números previstos de árvores a serem plantadas por hectare, espécies de árvores por hectare e os métodos de restauração, explicando detalhadamente como será o restabelecimento dos habitats naturais.

A animação abaixo dá uma noção sobre a dimensão do projeto, bem como o impacto que trará para o mundo.

O objetivo da Fundação Black Jaguar com esse projeto é o de contribuir para a ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas).

A fundação aos interessados a participarem do projeto, doando árvores. Acesse aqui para saber mais!

Talvez te interesse ler também:

Quando plantar árvores pode fazer mais mal do que bem

Corredores verdes: plantar árvores para baixar 2°C a temperatura nas cidades

10 árvores ideais para calçadas: lindas e coloridas! FOTOS

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *