Depois dos canudos, chega de sacola plástica no Rio de Janeiro

  • atualizado: 
sacola plástica

O Rio de Janeiro, capital e estado, parece estar se empenhado em mudar a cultura popular em relação ao uso e descarte de materiais plásticos.

A prefeitura da cidade, recentemente, aprovou uma lei que proíbe o uso de canudos plásticos em estabelecimentos alimentares. Agora, o Governo do Estado sancionou a Lei nº 8006/2018, que proíbe o uso de sacolas plásticas descartáveis por estabelecimentos comerciais.

A lei ainda determina que os estabelecimentos disponibilizem aos clientes sacolas biodegradáveis e reutilizáveis.

As sacolas reutilizáveis devem ser feitas em material na cor verde, para resíduos recicláveis, e as sacolas biodegradáveis devem ser confeccionadas na cor cinza, para os demais rejeitos, tendo resistência de, no mínimo, quatro e, no máximo, dez quilos. A distinção por cor é uma forma de auxiliar a população a separar os resíduos e facilitar a identificação para as respectivas coletas de lixo.

As sacolas, que devem ser feitas com pelo menos 51% de material oriundo de fontes renováveis, serão oferecidas pelos estabelecimentos gratuitamente ou vendidas para o consumidor pelo preço máximo de 6 centavos a unidade.

O prazo para as substituições serem feitas é de até 18 meses para micro e pequenas empresas e de até 12 meses para os demais estabelecimentos, como supermercados, conforme explicou o Extra.

Outra opção prevista pela lei é o consumidor receber um desconto de 3 centavos a cada cinco itens levados em sua própria sacola retornável (sem ser de plástico, claro) ou, ao devolver 50 sacos plásticos, o consumidor recebe do estabelecimento 1 kg de arroz ou feijão. Na capital do estado, os supermercados fizeram a primeira opção.

Estima-se que, no primeiro ano de vigência da lei, sejam evitados o descarte de dois bilhões de sacolas plásticas no meio ambiente. O estado distribui cerca de 4 bilhões de sacolas plásticas não recicláveis nem biodegradáveis anualmente!

Ou seja, o meio ambiente acaba virando depósito para essas sacolas quando são descartadas, causando entupimento de rios e canais, inundações e a morte por asfixia em animais aquáticos e aves. Vale lembrar que, anualmente, cerca de 100 mil animais marinhos morrem por causa do descarte de plástico na natureza.

foto

Que ações similares a essas sejam seguidas pelos demais estados brasileiros.

Chega de Plástico! Leia também:

setaCHILE APROVA O FIM DAS SACOLAS PLÁSTICAS! O PRIMEIRO PAÍS DAS AMÉRICAS

setaCOMO FUNCIONA O PAC-MAN GIGANTE QUE IRÁ ENGOLIR O LIXO PLÁSTICO DOS OCEANOS (VÍDEO)

setaESSES RAPAZES ESTÃO LIMPANDO O OCEANO DO PLÁSTICO (E TAMBÉM CRIANDO EMPREGOS)

setaA EUROPA PROÍBE O PLÁSTICO DESCARTÁVEL. ADEUS AOS CANUDOS, PRATOS E TALHERES DESCARTÁVEIS EM ATÉ 2019

seta3 VEZES A FRANÇA: ESTE É O TAMANHO DA ILHA DE PLÁSTICO NO PACÍFICO

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!