Esses rapazes estão limpando o oceano do plástico (e também criando empregos)

Eles estão limpando os oceanos do plástico, criando empregos e uma cadeia de economia circular que é boa para o meio ambiente e para os trabalhadores. Aqui está a história de Alex e Andrew que criaram o 4Ocean.

Tudo começou quando os dois surfistas Alex e Andrew fizeram uma viagem para Bali, na Indonésia, e percebem que suas ondas estavam cercadas de plástico. O que antes era um paraíso terrestre, hoje é um aterro sanitário onde há mais resíduos do que peixes.

Chocados com a situação, os dois rapazes decidiram entender por que não somente continuam a poluir, como por que ninguém fazer nada para mudar a situação. Observando os pescadores que retornavam do mar com as redes invadidas de plástico, os dois surfistas tiveram uma idéia brilhante: e se em vez de peixe, o lixo fosse capturado?

Depois de estudar se a idéia era viável, Alex e Andrew decidiram criar o 4Ocean, uma organização de recolha de resíduos em que os pescadores são pagos com os rendimentos da venda de pulseiras feitas com o plástico que, no mar continuaria a matar tartarugas, pássaros e peixe.

À cada mês, uma missão a ser realizada

“Estamos na água 7 dias por semana removendo plástico, resíduos e detritos do oceano e das costas. Estima-se que mais da metade de todas as tartarugas marinhas tenham ingerido algumas formas de plástico durante suas vidas”, escrevem os fundadores no site deles.

Outra tendência extremamente preocupante é o fato de que cada vez menos tartarugas machos nascem. O sexo de uma tartaruga é determinado pela temperatura do ninho durante a incubação, se estiver muito quente, elas serão fêmeas. Ou seja, a mudança climática desempenha um papel fundamental nisso.

“Para o mês de junho, fizemos uma parceria com o Laboratório de Pesquisa Marinha da Florida Atlantic University® para aumentar a conscientização sobre esses e outros problemas de tartarugas marinhas e para ajudar a combater os detritos de plástico em primeira pessoa através de nosso trabalho de limpeza”.

As pulseiras que vêm do mar

Cada pulseira reciclada comprada financia a remoção de 1 quilo de lixo do oceano e das praias. Em menos de dois anos, a 4Ocean coletou 250 toneladas de resíduos e atualmente é uma organização que emprega mais de 150 pessoas em todo o mundo.

De fato, além dos funcionários estáveis ​​que são, em sua maioria, pescadores, há também voluntários, idosos e até turistas que embarcam nos 5 barcos da organização, para ajudarem a limpar o mar.

Quer participar você também? Clique aqui!

Sobre o problema do plástico, leia também:

CHILE APROVA O FIM DAS SACOLAS PLÁSTICAS! O PRIMEIRO PAÍS DAS AMÉRICAS

A EUROPA PROÍBE O PLÁSTICO DESCARTÁVEL. ADEUS AOS CANUDOS, PRATOS E TALHERES DESCARTÁVEIS EM ATÉ 2019

PLÁSTICO SHOCK: 10 IMAGENS DA NATIONAL GEOGRAPHIC QUE TODO MUNDO TEM QUE VER

greenMe.com.br é uma revista brasileira online, de informação e opinião Editada também na Itália como greenMe.it
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Instagram
Siga no Facebook