Pyrosomas - bichos que não se conhece (VÍDEO)

  • atualizado: 
Pyrosomas

Tem tanta coisa na natureza que não conhecemos que, muita gente sequer imagina o tamanho da destruição que a poluição pode causar. Claro, se não se sabe o que existe em determinado lugar, como se comover com o seu desaparecimento, não é?

Veja, por exemplo, os pyrosomas - tubos semitransparentes, uma colônia de pólipos, uma colônia de pequenos organismos marinhos que vivem em algo como um “edifício tubular navegante”, um tecido gelatinoso que pode chegar até os 8 metros de comprimento!

Algo assim como se fosse um condomínio de pequenos animais marinhos, conhecidos como tunicados, unidos pela boa proximidade, a melhor condição de vida e alimentação - eles comem plâncton e, principalmente, fitoplâncton - cada tunicado de mãos dadas com o do lado, formando uma estrutura conhecida como pólipo - tem o formato de uma bexiga comprida, aberta em uma das pontas - deixando passar a água, extraindo dela seu alimento, excretando os resíduos inaproveitáveis. Mas, apesar do tamanho avantajado, os pyrosomas são absolutamente inofensivos.

Seu nome indica que estes animais emitem luz - pyrosomas quer dizer “corpo que emite luz” ou “bioluminescência” - e estas estruturas podem ser vistas nos oceanos, boiando nas ondas ou se movimentando, brilhando no escuro do mar à noite.

pyrosomas

Os pyrosomas ocorrem em grande número nos mares dos Açores - arquipélago no Atlântico Norte, pertencente a Portugal - e este fenômeno é alvo de um estudo internacional pois estas estruturas, que antes apareciam vindas de profundidades agora são detectadas muito perto da costa, em portos e praias e, é preciso saber o que leva a essa alteração de comportamento.

“Se há coisa que nós sabemos em relação aos pyrosomas é que não sabemos nada. Não há ninguém no mundo que tenha tido até hoje oportunidade de desenvolver um estudo aprofundado sobre estas colônias porque são de fato muito, muito desconhecidas”, disse João Pedro Barreiros, biólogo da Universidade dos Açores.

Leia mais sobre animais marinhos não tão conhecidos:

setaA MAIOR POPULAÇÃO DE CAVALOS-MARINHOS ESTÁ EM PORTUGAL

setaANIMAIS MARINHOS EM RISCO DE EXTINÇÃO EM MASSA. A CULPA É DA PESCA INTENSIVA

setaABELHAS DO MAR - COMO SE POLINIZAM AS PLANTAS MARINHAS