Elefantes estão morrendo de fome na África

  • atualizado: 
elefante morte

Cerca de 55 elefantes morreram de fome no Parque Nacional Hwange, no Zimbábue, nos últimos dois meses.

A causa das mortes estaria relacionada à forte seca que assola o Zimbábue, onde as colheitas foram drasticamente reduzidas. Não apenas os elefantes têm sido vítimas da insuficiente produção alimentar: um terço da população está passando fome, situação agravada por uma profunda crise econômica que atinge o país africano.

O porta-voz da agência administradora do parque, Tinashe Farawo, disse à BBC News Brasil que “a situação é desesperadora”. Alguns elefantes foram encontrados mortos próximos a lagos vazios, o que sinaliza que eles estiveram vagando à procura de alimentos e água.

A Zimparks, que é a agência administradora dos parques e reservas do Zimbábue, não tem recebido recursos do governo federal. No Parque Nacional Hwange, além do problema da seca, há um outro: a elevada população de elefantes. O parque tem capacidade para abrigar 15 mil elefantes, mas conta com mais de 50 mil.

A crise econômica no país não consegue lidar com a questão da fome de sua população e muito menos a da vida selvagem. Uma solução cogitada é a venda dos elefantes para parques estrangeiros, uma prática bastante questionável, já que, além de não estarem em seu habitat, em muitos desses parques os animais são vítimas de maus tratos.

Talvez te interesse ler também:

34 MIL ANIMAIS MORTOS NO CHILE POR FALTA DE ÁGUA. MUDANÇA CLIMÁTICA É APENAS UMA DAS EXPLICAÇÕES

AS MAIS LINDAS FOTOS DE ANIMAIS SELVAGENS NO WILDLIFE PHOTOGRAPHER OF THE YEAR 2019

NÚMERO DE ANIMAIS MORTOS PELO VAZAMENTO DE ÓLEO NO NORDESTE PODE SER MUITO MAIOR

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!