Dentista é preso por matar mais de mil onças em viagens de caça ilegais

  • atualizado: 
caça ilegais

Depois de cada caçada, ele posava com a sua vítima no ombro e tirava fotos, orgulhoso por ter matado mais um animal inocente. O dentista e seu bando de caçadores fizeram por merecer as algemas: de acordo com a polícia, ele teria matado mais de mil onças-pintadas protegidas.

Sete homens foram presos no Brasil, todos caçadores ilegais que se divertiam com a caça de animais protegidos e ameaçados como onças, veados e outros. Um deles é um dentista que, desde 1987, já matou mais de mil onças.

Seu nome é Temistocles Barbosa Freire, conhecido por suas fotos com troféus de caça. O bando de caçadores foi preso graças à escutas telefônicas. Por muito tempo, a polícia vinha investigando o caso.

caça ilegais dentista 2

caça ilegais dentista 3

Os movimentos do grupo foram monitorados por três meses. Os homens são acusados de caça ilegal e uso de armas de fogo sem autorização. A justiça brasileira anunciou seus nomes e ocupações: Doria de Lucena Junior (operário), Sinezio Adriano de Oliveira (agricultor), Gilvan Souza Nunes (agente carcerário), Gisleno José Oliveira de Araújo Sá (eletricista), Manoel Alves de Oliveira e Sebastião Junior de Oliveira Costa, Reginaldo Ribeiro da Silva e Gersildo dos Santos Araujo.

Nos últimos três meses, os caçadores abateram oito onças-pintadas, 13 capivaras, 10 porcos-do-mato e dois veados. Os animais teriam sido atraídos com o som de uma cuíca.

Talvez te interesse ler também:

TODOS CONTRA A CAÇA: EVITE ESSE RETROCESSO. ASSINE A PETIÇÃO

CAÇADOR É CONDENADO A ASSISTIR AO FILME "BAMBI" UMA VEZ POR MÊS NA PRISÃO!

REVOLTANTE: CAÇADOR PAGA US$ 110 MIL PARA CAÇAR BODE EM EXTINÇÃO

Fonte fotos

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!