Homem não foi engolido vivo por sucuri e virou piada nas redes sociais

Homem não foi engolido vivo por sucuri

Depois de meses alardeando na internet que seria engolido vivo por uma sucuri, o apresentador do programa “Eaten Alive”, do Discovery Channel, desistiu da empreitada após ter sua cabeça mordida, e por medo de que a cobra quebrasse seu braço. O programa recebeu diversas críticas, tanto de entidades de defesa dos animais, quanto de prometer o que obviamente não teria como cumprir, em busca de audiência.

Uma famosa entidade de proteção dos animais, a PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, na sigla em inglês) chegou a soltar uma nota em que manifestou: “Sucuris ficam dias sem comer e gastam seletivamente a energia necessária para tanto. Fazer com que essa cobra use energia para engolir esse idiota e então possivelmente regurgitá-lo deixaria o pobre animal exausto e privado da energia de que necessita”.

Tinha tudo para dar errado, e deu mesmo. E nem toda a parafernália que Paul Rosalie vestiu para ser engolido por uma sucuri e filmá-la pelo lado de dentro permitiu levar a cabo tão insólita experiência:

As camadas e camadas de equipamentos que incluíam: uma camisa com dispositivo bluetooth para monitoramento de sinais vitais (batimentos cardíacos, taxa de respiração e temperatura corporal); veste refrigeradora permeada por microdutos de água; uma vestimenta própria para trabalhar com produtos químicos, para protegê-lo do poderoso suco gástrico da sucuri; túnica de metal, para evitar perfuração da pele; armadura rígida feita de materiais leves, para evitar ter seus ossos esmagados; máscara, respirador, e capacete, tudo recoberto por uma camada de neoprene, para permitir que a cobra tivesse alguma aderência para engoli-lo, e sangue de porco, para convencê-la de que era um petisco que valia o esforço. Não valeu.

Depois de perturbar a cobra o suficiente para que ela resolvesse tentar comê-lo, e ser apertado pela sucuri, que também mordeu a cabeça dele, o aventureiro sentiu seu braço dormente, e com medo de que ela o quebrasse, pediu socorro à sua equipe, que interrompeu o embate.

A sucuri passa bem.

Leia também: Chimpanzé não tem direitos humanos, decide Tribunal em Nova Iorque

Fonte imagem: ste.india.com