Ecossistemas virgens existem! Brasil está entre os países que ainda possuem áreas intactas

  • atualizado: 
Brasil

Por incrível que pareça ainda existem países com 70% de áreas terrestres e marítimas virgens (intactas). E o Brasil é um deles!

Brasil, Austrália, Canadá, Estados Unidos e Rússia estão no topo do Mapa Global dos Ecossistemas Intactos da Terra, como informa o projeto de mapeamento, elaborado por pesquisadores da Universidade de Queensland (Austrália) e da Sociedade para a Conservação da Vida Silvestre, publicado em um artigo científico na revista Nature.

Os cientistas chamam a atenção para o fato de esses cinco países terem um tesouro de interesse global. Esses ecossistemas virgens estão hoje vulneráveis, visto que existem poucos instrumentos para protegê-los.

A publicação científica diz que:

"Os passos que estas nações tomarem (ou falharem em tomar) para limitar a expansão de estradas e rotas de navegação, e para controlar o desenvolvimento em larga escala na mineração, extração de madeira, agricultura, aquacultura e pesca industrial, serão críticos".

Os biomas virgens destacados pelo estudo são a Amazônia, as florestas tundra e taiga, presentes no Canadá e nos Estados Unidos, e os desertos australianos. A pesquisa não incluiu em seu levantamento partes do alto mar externas às fronteiras nacionais e a Antártica.

Dados preocupantes

Há cerca de um século, somente 15% da superfície da Terra era explorada pela agropecuária. O cenário atual preocupa: 77% da terra (excluindo a Antártida) e 87% do oceano foram alterados por ações humanas.

De 1993 a 2009, foram 3,3 milhões de quilômetros quadrados de áreas virgens perdidos para a agricultura e a mineração.

No mar, as regiões polares são as únicas ainda salvas da pesca industrial, do transporte marítimo e da poluição.

A importância dos ecossistemas virgens para o planeta

Existe alguma diferença entre uma natureza intacta e fragmentos de florestas em áreas urbanas?

Cada vez mais estudos têm defendido as funções primordiais de áreas intactas. Uma delas seria resguardar informações genéticas de espécies e processos ecológicos em escala evolutiva. Outra função desses ecossistemas seria frear desastres naturais e eventos climáticos drásticos.

Os pesquisadores acreditam que:

"Simulações de tsunamis, por exemplo, indicam que os recifes de corais saudáveis oferecem ao menos duas vezes mais proteção do que os altamente degradados".

A justificativa para isso é a importância dessas áreas no contexto das mudanças climáticas para estocar carbono em larga escala. De acordo com John Robinson, da Sociedade para a Conservação da Vida Silvestre, uma parte considerável da natureza virgem da Terra já foi perdida. Por isso, os pesquisadores da Universidade de Queensland alertam que 100% dessas áreas devem ser protegidas em nível internacional antes que elas desapareçam completamente.

A estratégia para protegê-las, segundo os cientistas, é mapeá-las e registrá-las, bem como fomentar políticas de preservação ambiental.

Talvez te interesse ler também:

GRETA THUNBERG, 16 ANOS, MULHER DO ANO: CHEGA DE DESTRUIR O PLANETA!

AUSTRÁLIA VAI PLANTAR UM BILHÃO DE ÁRVORES CONTRA O AQUECIMENTO GLOBAL

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE PROPÕE NÚCLEO DE CONCILIAÇÃO AMBIENTAL PARA ANULAR MULTAS DO IBAMA

Foto Taylor Weidman: mulher Xikrin caminha de volta para sua aldeia do rio Cateté

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!