Benjoim: o que é, para que serve. Todos os usos e benefícios

Benjoim: o que é, para que serve. Todos os usos e benefícios

Do benjoeiro (Styrax tonkinensis) se extrai o benjoim, uma resina aromática e medicinal, que vem sendo utilizada desde tempos remotos para confecção de óleo, tintura, incenso e perfumes.

Seu aroma amadeirado e adocicado detém o poder de curar certos males da mente que afligem a alma, além de purificar e harmonizar ambientes.

Devido aos seus poderes terapêuticos e curativos, essa poderosa resina vem sendo considerada sagrada por diversas culturas como: chinesa, hindu, egípcia, judaica, grega, cristã, muçulmana e africana.

Conheça melhor o benjoim, através das informações que virão a seguir, sobre suas propriedades, benefícios, diversos empregos, formas de usos, entre outras.

O que é benjoim?

O benjoeiro é uma árvore enorme, que pode alcançar até 20 metros de altura.

Essa árvore é nativa de Java, Sumatra e Tailândia e cultivada no Camboja, na China e no Vietnã.

Da incisão artesanal do caule do benjoeiro obtém-se a resina do benjoim.

Para extrair esta resina, são realizados cortes no tronco do benjoeiro, de onde sai uma seiva cinzenta. Quando essa seiva seca, se converte na resina de cor dourada e aroma agradavelmente perfumado.

Benjoim ao longo da história

A resina de benjoim vem sendo usada desde os primórdios dos tempos, por exemplo:

  • No antigo Egito, o benjoim era utilizado no processo de embalsamamento dos faraós, devido às suas propriedades desinfetantes e conservantes, ou para queimar em cerimônias sagradas.
  • Os egípcios também usavam o benjoim como incenso de proteção espiritual e para fins cosméticos e medicinais.
  • O benjoim faz parte dos primeiros textos médicos da Grécia Antiga, por causa de suas propriedades curativas que eram empregadas em tratamentos de doenças de pele e infecções pulmonares.
  • Na Antiga China, usava-se o benjoim em defumação para exorcizar pessoas possuídas por “demônios”.
  • Os povos árabes empregavam a resina do benjoim como incenso para atrair prosperidade material, sorte e como proteção contra maus espíritos.
  • No Antigo Testamento da Bíblia, o benjoim é citado na passagem do Êxodo 30:34-35:

“O Senhor Deus disse a Moisés:

— Faça o incenso sagrado conforme a arte dos perfumistas.

Misture, em partes iguais, as seguintes especiarias cheirosas: benjoim, ônica, resina medicinal e incenso puro.

E ponha sal a fim de conservá-lo puro e santo.”

  • Os hindus,  tibetanos e budistas vêm utilizando, há milhares de anos, o benjoim para  cerimônias e rituais místico-religiosos e na preparação do ambiente para realizar meditação.
  • Em templos tibetanos é muito comum o uso do benjoim, por isso também é conhecido como bálsamo de monge.
  • O benjoim passou a ser conhecido em todo o mundo ocidental, como Europa e Américas, através do intercâmbio comercial, desencadeado pelas grandes navegações (séculos XV e início do XVI).
  • A fragrância de benjoim tornou-se a preferida da Rainha Elizabeth I, da Inglaterra, que reinou de 1558 a 1603. Por conta disso, essa fragrância conquistou a Família Real Britânica.

Propriedades terapêuticas e curativas

O benjoim, seja na forma de resina pura, incenso, óleo ou tintura, possui diversas propriedades terapêuticas e curativas:

  • age como expectorante natural
  • tem efeito antisséptico
  • é desinfetante
  • atua como antibactericida
  • apresenta ação antifúngica
  • é relaxante e sedativo
  • tem ação  adstringente e tonificante da pele
  • é anti-inflamatório e cicatrizante
  • possui efeito antirreumático e antiartrítico

Benefícios

Devido às suas propriedades, o benjoim promove os seguintes benefícios:

  • Beneficia a circulação sanguínea
  • Cicatriza e desinfeta feridas
  • Melhora o humor 
  • Alivia o estresse
  • Combate a depressão
  • Favorece o sono
  • Previne e cura rachaduras da pele
  • Hidrata a pele e previne rugas
  • Estimula a produção de insulina, diminuindo o nível de açúcar no sangue
  • Regulariza  funções metabólicas
  • Alivia a tosse
  • Melhora o astral do ambiente e afasta energias negativas

Cuidados de utilização

Apesar de tantas qualidades curativas e benéficas, é necessário ter uma precaução com seu uso, pois alguns princípios ativos do benjoim, como por exemplo, o ácido benzoico, apresenta toxicidade. Por isso, quando empregado de forma excessiva e em altas doses, pode desencadear reações adversas, como:

  • dores de cabeça
  • náuseas
  • vômitos
  • falta de oxigenação no sangue

Recomendação: Para evitar reações alérgicas e saber se uma pessoa é sensível aos princípios ativos do benjoim, o recomendado é fazer o teste com uma gotinha na parte interna do braço ou do pulso ou atrás da orelha e esperar 24 horas, para verificar se ocorre alguma reação.

Consulte o médico: Antes de fazer uso de qualquer planta  como tratamento medicinal, e respectivos produtos derivados, lembre-se de recorrer à orientação de um médico.

Já dizia o notável médico e alquimista suíço-alemão, Paracelso, (1493/1541):

” A diferença entre o remédio e o veneno está na dose.”

Sendo assim, faça bom uso do benjoim, para que só te faça bem.

Para que serve o benjoim. Seus diversos usos (aplicações)

O benjoim pode ser utilizado de diversas maneiras:

  • Na forma de óleo é empregado em massagens no corpo, agindo como cicatrizante, hidratante e relaxante
  • Na aromaterapia vem sendo empregado para acalmar, melhorar o ânimo e fortalecer a autoexpressão
  • Em tratamentos naturais, colocando o seu óleo em inaladores e umidificadores a fim de vaporizar, o benjoim serve para limpar o aparelho respiratório.
  • O seu uso como incenso, favorece o relaxamento e melhora a energia do ambiente
  • Na umbanda, que faz parte da cultura afro-brasileira, o benjoim é usado como forma de purificação, através de defumação e banho.
  • Na indústria de beleza e cuidados pessoais o benjoim é usado como componente na formulação de perfumes, sabonetes, cremes para a pele e xampus.
  • Na medicina natural, o benjoim pode ser usado na forma de tintura, um extrato alcoólico feito a partir da resina do benjoeiro, que serve para tratar vários problemas de saúde.

Receita da tintura de benjoim

A tintura de benjoim pode ser usada topicamente como antisséptico para tratar feridas, escoriações, bolhas, acne, úlceras cutâneas, rachaduras na pele, fissuras no ânus, vitiligo e psoríase.

Para fazer a tintura caseira de benjoim será necessário:

Ingredientes

  • 30 gramas de resina de benjoim (que pode ser comprada em lojas de produtos naturais, físicas ou virtuais)
  • 3oo gramas de álcool de cereais
  • Frasco de vidro escuro com tampa e esterilizado

Preparação

  1. Triture a resina, em um pilão ou moedor
  2. Coloque a resina dentro do frasco de vidro escuro, previamente limpo, esterilizado e seco
  3. Adicione o álcool de cereais.
  4. Tampe bem.
  5. Deixe “repousando” em um local escuro e seco, por um período de 4 a 6 semanas.
  6. Agite o frasco a cada um ou dois dias.
  7. Depois deste período, filtre a mistura com um coador de pano novo, colocando no frasco escuro.
  8. Tampe o frasco e ponha uma etiqueta com a data de que foi feita essa tintura.
  9. Armazene em local fresco e protegido da luz.
  10. Em conservação adequada, tem validade de 5 anos.

Atenção: O uso dessa tintura é contraindicada nos seguintes casos:

  • crianças
  • grávidas e mulheres que estejam amamentando
  • pessoas com hipersensibilidade ao benjoim ou ao álcool
  • feridas abertas ou infectadas
  • membranas e mucosas

Aviso: Consulte um médico antes de fazer uso dessa tintura, para obter a avaliação de possíveis contraindicações e interações medicamentosas.

A sacralidade do benjoim

Com todos estes maravilhosos atributos, são perceptíveis as razões que levaram os povos antigos a considerarem o benjoim uma resina mágica, poderosa e sagrada.

Abençoado benjoim!

Talvez te interesse ler também:

Flores e Plantas Mágicas Realmente Existem!

Palo Santo: conheça suas propriedades curativas e terapêuticas

30 Pedras Preciosas: Significados e Benefícios (com fotos para você reconhecer)

Fonte foto: Wibowo Djatmiko/Wikipedia

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *