Câncer de mama: atenção às tintas e aos alisantes para cabelos. O estudo com 45 mil mulheres

Muitas colorações para os cabelos e vários produtos químicos de efeito alisante contêm substâncias cancerígenas que interferem no sistema endócrino. O uso regular desses produtos pode aumentar o risco de desenvolver câncer de mama.

Não é a primeira vez que pesquisadores investigam o potencial cancerígeno de tintas e alisantes de cabelo. Um grande estudo confirmou a associação entre produtos para cabelos e o risco de câncer de mama em mulheres de diversas etnias. A pesquisa foi conduzida a partir de dados coletados de mais de 45 mil mulheres saudáveis, com idades entre 35 e 74 anos, envolvidas no “Sisters Study”, um estudo realizado com as irmãs de mulheres que sofrem de câncer de mama.

As participantes, inscritas entre 2003 e 2009, responderam a questionários que incluíam perguntas sobre o eventual uso de produtos para beleza dos cabelos nos doze meses anteriores ao início do estudo.

As mulheres foram monitoradas ao longo do tempo e quase 3.000 ficaram doentes com câncer de mama. Dessas, 55% usaram tintas colorantes permanentes ou feito tratamentos químicos de alisamento por 5 ou 8 semanas nos meses anteriores ao início da doença.

O uso desses produtos, especialmente se frequente, levou a riscos maiores para mulheres negras e pardas do que para mulheres brancas. Quanto às colorações, elas podem aumentar as chances de contrair câncer de mama em 45% das mulheres afro-americanas e em 7% das mulheres brancas.

Nas mulheres, sejam brancas ou negras, que usaram tratamentos químicos para alisar os cabelos, a probabilidade de desenvolver câncer de mama era 30% maior em comparação com as mulheres que não recorrem a esses tratamentos.

O estudo concluiu, portanto, que a aplicação de tinturas permanentes e produtos alisantes pode desempenhar um papel na carcinogênese mamária.

Nenhuma associação significativa surgiu entre o início do câncer de mama e a aplicação de tonalidades semipermanentes e ou temporárias.

É melhor evitar recorrer a tratamentos químicos alisantes e, se quiser cobrir os cabelos brancos ou mudar a cor dos cabelos, escolha produtos naturais ou corantes temporários.

Talvez te interesse ler também:

CABELOS NATURALMENTE CASTANHOS USANDO NOZES (CASCA E FOLHAS)

HIBISCO: COMO TINGIR O CABELO DE VERMELHO USANDO ERVAS NATURAIS

HENNA: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA TINGIR SEUS CABELOS DE UMA FORMA NATURAL

Sobre Redação GreenMe

Redação GreenMe
greenMe.com.br é um site de informação sobre meio ambiente e saúde, criado para levar ao grande público, a consciência de que um mundo melhor é possível, através de um comportamento respeitoso com todas as formas de vida.

Veja Também

Couve-flor e Brócolis: dois verdadeiros alimentos anticâncer

A couve-flor e o brócolis são dois vegetais da família das couves (Cruciferae ou Brassicae) …