O teste alemão que aponta os desodorantes que mais contêm alumínio

  • atualizado: 
desodorantes que contêm muito alumínio

A civilização moderna se acostumou a combater e a eliminar processos naturais que agem como proteção do corpo, como por exemplo, a transpiração. Através do suor liberamos toxinas, o PH e a temperatura do corpo são controlados, mantendo o corpo em equilíbrio. Ao usar um desodorante antitranspirante, impedimos que essas reações naturais do corpo fluam naturalmente.

E com essa interferência para onde vão as toxinas?

A resposta é que elas ficam em nosso nosso corpo e podem afetar uma região sensível que é a mama, podendo causar alergias, irritações, foliculite, nódulos e até doenças mais graves.

Dessa forma, as pessoas utilizam desodorantes cheios de alumínio e aditivos químicos, em uma das áreas mais delicadas do corpo, sem se darem conta dos prejuízos que podem estar causando à saúde.

A revista alemã Oko Test fez uma avaliação de várias marcas de desodorantes para saber quais são mais seguras e quais contêm alumínio, substância prejudicial para o corpo.

Veja como foi isso e qual foi o resultado desse teste. Saiba mais informações sobre desodorantes e antitranspirantes e conheça opções de desodorantes sem alumínio e aditivos químicos:

 

1. USO DE DESODORANTES E CÂNCER DE MAMA

O alumínio está inserido de várias maneiras no que ingerimos, como por exemplo na água, nos alimentos e nos cuidados corporais, através do uso de cosméticos e desodorantes.

O uso de desodorantes e antiperspirantes ( sinônimo = antitranspirante) que contêm alumínio tem sido associado ao risco de câncer de mama.

AIRC, a Associação Italiana para a Pesquisa sobre o Câncer, publicou em seu site estudos epidemiológicos que não detectaram relação significativa entre o uso de desodorante com alumínio como causa do câncer de mama.

Segundo informado no site desta associação, um estudo de 2002, fez comparação com dados de mais de 800 mulheres com câncer de mama e outras saudáveis, examinando seus hábitos de higiene e comparando os resultados entre os dois grupos no que diz respeito ao uso desodorantes ou não e não houve diferença.

Em 2016, uma outra publicação com revisão sistemática de todos os estudos observacionais e dois estudos de caso-controle, resultaram que não existe relação entre desodorantes e risco de câncer, mas também ressaltava a necessidade de novos estudos qualificados.

2. OUTRAS PESQUISAS E ESTUDOS

A maioria dos antitranspirantes utilizam sais de alumínio, como principio ativo.

Uma das doenças relacionadas ao alumínio é o Alzheimer. Por consequência, poderia haver uma relação com o uso de desodorantes com essa substância e tal doença, entretanto esta a relação nunca fora comprovada.

Estudos da Anvisa e do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos (NCI) alegam que não existem evidências conclusivas e há necessidade de mais pesquisas que possam comprovar isso.

No site do NCI, em uma seção sobre perguntas e respostas a respeito da relação dos desodorantes convencionais e antitranspirantes com o câncer de mama, aparecem as seguintes questões e esclarecimentos:

Pergunta 1: "Antitranspirantes ou desodorantes podem causar câncer de mama?"

Última parte da resposta: "Pesquisadores do Instituto Nacional do Câncer (NCI) não estão cientes de qualquer evidência conclusiva ligando o uso de antitranspirantes ou desodorantes nas axilas e o subsequente desenvolvimento do câncer de mama.

A Food and Drug Administration (FDA) dos EUA também não tem nenhuma evidência ou dados de pesquisa de que ingredientes em antitranspirantes ou desodorantes causam câncer."

Pergunta 2: "O que os cientistas sabem sobre os ingredientes em antitranspirantes e desodorantes?"

Última parte da resposta: "Mais pesquisas são necessárias para examinar especificamente se o uso de desodorantes ou antiperspirantes podem causar o acúmulo de parabenos e compostos à base de alumínio, no tecido mamário."

Pergunta 3: "O que os cientistas aprenderam sobre a relação entre antitranspirantes ou desodorantes e câncer de mama?"

Última parte da resposta: "Como os estudos sobre antitranspirantes e desodorantes e câncer de mama forneceram resultados conflitantes, pesquisas adicionais são necessárias para investigar essa relação e outros fatores que podem estar envolvidos."

Um artigo publicado no Journal of Inorganic Biochemistry, em 2007, intitulado "Alumínio no tecido mamário humano", mostra os resultados de um estudo que mediu o teor de alumínio no tecido mamário. Um pequeno trecho deste artigo, diz:

"Confirmamos a presença de alumínio no tecido mamário e sua possível distribuição regional dentro do seio.
Maior teor de alumínio na mama externa pode ser explicado pela maior proximidade desta região com a axila, onde a maior densidade de aplicação de antiperspirante poderia ser assumida.
Há evidências de que a pele é permeável ao alumínio quando aplicado como antiperspirante.
No entanto, não temos evidência direta de que o alumínio medido nessas biópsias mamárias tenha se originado do antiperspirante.
Não devemos negligenciar a possibilidade de que o alumínio no tecido mamário possa contribuir para o câncer de mama, mesmo que os estudos se mostrem inconclusivos."

3. TESTE ALEMÃO APONTA MARCAS DE DESODORANTES QUE CONTÊM ALUMÍNIO

Diante dessa questão, de desodorantes e antitranspirantes que contêm alumínio e outros aditivos químicos que podem ser nocivos para saúde, mesmo sem estudos conclusivos, a revista Oko Test analisou vários desodorantes para saber quais possuem maiores porcentagens de alumínio, os que contêm dentro dos limites e quais não contêm alumínio.

Na dúvida, é bom saber o resultado e quais desodorantes contêm essas substâncias.

A análise foi feita com várias marcas de desodorantes, mas neste conteúdo só serão listadas as marcas conhecidas no Brasil, pois as demais não são comercializadas em nosso país. Clique aqui para ver todas as marcas.

Para facilitar o entendimento, aqui neste conteúdo, foi definido como satisfatório, o desodorante sem alumínio e insatisfatório os que têm alumínio.

Dentre as marcas comercializadas no Brasil, a que não contém alumínio e obteve um resultado satisfatório foi o Desodorante Citrus Weleda:

desodorante weleda

Já as que contêm alumínio e obtiveram um resultado insatisfatório estão as marcas: Rexona Motionsense Chuveiro Fresco,
Adidas Climacool, Nivea Invisible para preto e branco anti-transpirante, Dove Original, todos spray.

desodorantes marcas com aluminiodesodorante nivea

 

4. OS COMPONENTES DOS DESODORANTES CONVENCIONAIS E SEUS EFEITOS

Os desodorantes convencionais contêm substâncias que colocam a saúde em risco. Veja que substâncias são essas, saiba porque elas são usadas na formulação dos desodorantes e porque podem afetar a saúde.

Os componentes que constituem a fórmula dos desodorante e antitranspirante são:

  • alumínio
  • triclosan
  • propileno glicol
  • parabenos
  • fragrâncias

4.1. Alumínio (Aluminium)

O alumínio pode se apresentar sob várias formas: cloridato de alumínio, hexacloridato de alumínio, sulfato de amônio de alumínio, hidróxido de alumínio, silicato de alumínio e corantes a base alumínio.

Esta substância pode ser encontrada em xampus, hidratantes, batons, antirrugas, maquiagens para olhos e face, medicamentos, vacinas, alimentos e nos desodorantes com função antitranspirante.

Como dissemos acima, existem estudos que relacionam o uso de produtos cosméticos que contenham alumínio com problemas hormonais, doenças degenerativas, como Parkinson e Alzheimer e sobre a relação com o câncer de mama.

O uso de cosméticos com alumínio ao penetrar na pele, atinge o sistema circulatório. A Canadian Environmental Protection Act (CEPA) reconhece os efeitos nocivos que o alumínio tem sobre a saúde. A Agency for Toxic Substances and Disease Registry (ATSDR) dos Estados Unidos, admite que pessoas que consomem muitos alimentos industrializados que contêm alumínio, podem ter a saúde prejudicada, pelos altos níveis da substância no sangue.

Alumínio em grande quantidade em crianças pode desencadear doenças nos rins e ossos.

4.2. Triclosan

É um composto que inibe o crescimento de fungos, vírus e bactérias.

Está presente em produtos, como desodorante, sabonetes, pastas de dentes, sabão de lavar roupas, antissépticos, produtos de primeiros socorros, roupas, brinquedos, plásticos para serem utilizados para embalar alimentos, entre outros.

Os aspectos negativos, conhecidos e estudados, para a saúde causados pelo triclosan são: contribui para aumentar a resistência bacteriana, age como desregulador endócrino, afetando hormônios da tireoide e retarda o funcionamento de músculos do corpo humano, como o coração.

Além de tudo isso, é um poluente encontrado no meio aquático, devido ao lançamento através do esgoto, de efluentes domésticos e industriais.

4.3. Proprileno glicol (Propylene glycol)

O propileno é usado em cosméticos, alimentos, medicamentos e outros produtos químicos.

Dentre as suas finalidades, o propileno glicol age como: antiaglomerante, em alimentos em pó, para que não ocorra a formação de grumos, anticongelante, hidratante, antioxidante, umectante, emulsificante e realçador de sabor de alimentos e como solvente em produtos cosméticos e medicamentos.

Em humanos já foram relatados problemas como irritação de pele, erupções cutâneas e danos ao sistema nervoso central, por ingestão oral de propileno glicol. O propileno glicol apresenta mais riscos em seu uso oral, por isso fica o alerta da presença deste componente em alimentos e medicamentos.

4.4. Parabenos (Paraben)

Estas substâncias funcionam como conservantes em vários cosméticos como os desodorantes, e em alimentos e medicamentos.

Há a possibilidade que o uso de produtos com parabenos possa desencadear o surgimento de câncer.

Até o momento, os efeitos negativos pelo uso de parabenos para a saúde que foram comprovados são: irritação, alergias de pele e envelhecimento precoce.

4.5. Fragrâncias (Fragrance):

Outros nomes das fragrâncias são: fragrance, aroma ou parfum.

As fragrâncias resultam da mistura de substâncias químicas junto com dispersantes de fragrâncias, como o dietil ftalato. Estas substâncias conferem um perfume agradável aos produtos mas esse aroma agradável nos cosméticos está associado a vários problemas de saúde em humanos, como desequilíbrio do sistema reprodutivo, câncer no rim, pulmão e fígado, obesidade e alergias de pele.

Além de todas essas substâncias prejudiciais, os desodorantes convencionais e antitranspirantes, prejudicam os animais, pois geralmente são formulados com ingredientes de origem animal e são testados em animais.

5. DESODORANTES X ANTITRANSPIRANTES

É realmente necessário desodorantes e antitranspirantes terem tantas substâncias químicas?

Desodorante e antitranspirante têm finalidades distintas, pois nem todo desodorante atua como antitranspirante.

Quando um produto é só desodorante, a sua função será somente de eliminar maus odores.

Já o antitranspirante, ou antiperspirante, como também é chamado, tem a função de diminuir a produção de suor.

Este produto atua na obstrução das glândulas produtoras de suor, interferindo em processos fisiológicos.

O ingrediente principal dos antitranspirantes é o sal de alumínio, considerado um componente capaz de obstruir as glândulas sudoríparas.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o desodorante serve para remover o odor das axilas.

Esse odor tem origem do suor produzido pelas glândulas sudoríparas, chamadas de glândulas sudoríparas apócrinas, situadas nas axilas. O suor que sai das axilas, contém água, sais, restos celulares e metabólicos e atua como uma limpeza pra nosso organismo.

O suor em contato com bactérias e fungos pode produzir odores desagradáveis em um ambiente úmido e abafado.

Existem ações e produtos isentos de substâncias prejudiciais à saúde que podem evitar o mau cheiro no suor.

E é isso o que será revelado a seguir.

6. ALTERNATIVAS NATURAIS AO USO DE DESODORANTES

Já que carece de mais testes qualificados, pois alguns estudos ainda não chegaram à conclusão definitiva que o alumínio em desodorantes e antitranspirantes podem fazer mal à saúde, e já que ainda persiste a dúvida, o mais indicado é optar pelo mais seguro e confiável.

A indicação é que verifique a lista de ingredientes da composição do desodorante e evite os que contêm alumínio e aditivos, como propilparabeno, butilparabeno, etilhexil metoxicinamato e triclosan, ou seja, excesso de química, pois toda química produz reação em nosso organismo.

Ainda mais recomendável é evitar o uso de desodorante e investir mais na higiene pessoal e na utilização de alternativas mais naturais, como alúmen de rocha ou alúmen de potássio, poderoso mineral natural em forma de cristal, que age como desodorante e que pode durar aproximadamente 2 anos.

O alúmen parece uma pedra e é translúcido e incolor.

O Alúmen de Amônio é a versão fabricada, a partir do Alúmen de Potássio, que é um sal mineral natural, ambos têm propriedades antisséptica, adstringente e cicatrizante natural.

O Alúmen de Potássio (pedra-hume) é usado como desodorante natural por evitar o odor, agir como bactericida, que impede que a proliferação de bactérias que causam o mau cheiro, sem impedir que e corpo transpire normalmente.

A inibição da ação das bactérias impede o odor, sem interferir na capacidade do corpo de eliminar toxinas através do suor e de controlar a temperatura do corpo, através da transpiração.

O Alúmen de Amônio é formado por moléculas grandes, por isso não são absorvidas pela pele, consequentemente não entupi os poros.

Uma outra opção bacanas para substituir o desodorante convencional é optar por utilizar desodorante Vegano, produzido com substâncias naturais de origem vegetal e orgânica, com fórmula biodegradável e livre de sulfatos, parabenos, triclosan, corantes, silicone, ou qualquer outro ingrediente agressivo, além de ser cruellity free, pois não é testado em animais. 

 

7. MARCAS DE DESODORANTES ORGÂNICOS E VEGANOS, SEM ADITIVOS QUÍMICOS

Existem no mercado produtos que excluem da sua formulação os componentes nocivos à saúde encontrados em desodorantes e em antitranspirantes.

Vejam alguns destes produtos na Lista de marcas de Desodoranes veganos, naturais e Orgânicos, que são livres de: alumínio, lauril sulfatos, parabenos, etanolaminas, corantes, fragrâncias artificiais, polímeros sintéticos, produtos derivados de petróleo ou de origem animal, além de não serem testados em animais.

Marcas:

  • LiveAloe
  • Arte dos Aromas
  • Contente
  • Cativa Natureza
  • Herbia
  • Lafe´s
  • Alva
  • Weleda
  • Aliv Gaia
  • Crystal

8. CUIDADOS QUE EVITAM MAU CHEIRO NAS AXILAS

Ao inverso do que se pensa, o suor não tem um cheiro. O odor desagradável é resultante do contato do suor com as bactérias do corpo o excesso de acidez no organismo.

Seguem algumas dicas para evitar a proliferação de bactérias em contato com o suor.

DICAS:

  1. Lave as roupas com prata coloidal, um produto natural que desintoxica a roupa.
  2. Passe bucha vegetal nas axilas ao tomar banho
  3. Seque bem as axilas
  4. Passe um produto das opções naturais apresentadas neste conteúdo 
  5. É possível também fazer desodorante de forma caseira, utilizando bicarbonato de sódio, outra alternativa é fazer uso do do leite de magnésia, ambos produtos atuam neutralizando a acidez do suor que promove o mau cheiro e a proliferação de bactérias.
  6. E por falar em acidez, a má-alimentação é uma das causas desse desequilíbrio, por isso é recomendável ingerir alimentos de origem vegetal que contribuem para a alcalinização do organismo.

Agora com todas essas alternativas, para que se arriscar e usar um produto duvidoso?

Talvez te interesse ler também:

NÃO AOS DESODORANTES! A ESCOLHA DE CAMERON DIAZ. E A TUA?

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!