Henna: tudo o que você precisa saber para tingir seus cabelos de uma forma natural

henna

A henna é um corante em pó obtido da trituração das folhas de uma planta denominada Lawsonia inermis. Tinge os cabelos dentro de tons que vão do castanho ao vermelho, passando pelo laranja, pelo cobre até os tons mais frios como vermelho-cereja, marrom-mogno e marrom-chocolate, dependendo da cor natural de partida e do nosso tipo de cabelo.

A henna é uma boa alternativa aos corantes químicos, porque, ao contrário destes que tendem a estragar o cabelo e fazer mal ao couro cabeludo, a henna dá brilho, fortalece e deixa os cabelos mais volumosos e saudáveis.

A henna não afeta as moléculas do cabelo e colora em cima do tom natural do cabelo, criando uma espécie de película sobre os fios sem substituir a coloração de base.

As tintas comerciais comuns levantam a cutícula do cabelo e, como resultado de uma reação química, insere moléculas de cores sintéticas. A Lawsonia, ao contrário, não penetra no cabelo, mas liga-se à queratina dos fios criando um efeito volumoso.

Para quem tem problema de caspa, cabelos secos, cabelos frágeis, quebradiços, pontas duplas, a henna também faz bem. Ao longo do tempo, a sua utilização tem um efeito normalizador sobre os fios, nutrindo-os, fortalecendo-os, limpando-os e reduzindo as pontas duplas até a sua completa eliminação.

Henna: os seus benefícios para o cabelo

Esquematicamente, os principais benefícios da henna para os cabelos são os seguintes:

* engrossa e dá volume
* dá brilho
* fortalece e dá mais resistência aos agentes externos
* arruma
* reduz o frizz
* elimina as pontas duplas
* normalizando o sebo
* anti-caspa

Henna: toda a sua verdade

Vamos esclarecer imediatamente um dos principais equívocos relativos à henna. De henna existe apenas uma: a que é obtida a partir da Lawsonia inermis. Os nomes de henna que frequentemente encontramos à venda (henna neutra, henna preta, henna castanha ou mesmo loira) estariam todos errados.

Estes são nomes comerciais usados ​​provavelmente para vender, e geralmente fazem referência a outros tipos de tingimentos à base de plantas talvez menos conhecidos: a henna neutra indica a Cassia; a henna castanha, a Katam; e preta ao Indigo. Muitas vezes são chamadas de “henna loira" ou de “henna castanha” misturas de corantes de ervas que realmente contêm apenas uma pequena porcentagem de Lawsonia.

Como mencionado acima, a cor final obtida com o uso de henna nunca é a mesma para cada pessoa, porque os reflexos e tons que a henna faz é diferente para cada tipo de cabelo. Nos cabelos claros, a henna traz dá nuances alaranjados e acobreados, nos cabelos mais escuros, precisa fazer várias aplicações para obter um tom mais escuro. Tenha em mente que estamos falando de uma substância completamente natural, para a qual não existem certezas matemáticas.

Cada pessoa é diferente, cada cabelo é diferente e pode reagir de maneira diferente com a lawsonia. Seja paciente, não desanime após a primeira aplicação. E acima de tudo, você deve realmente querer experimentar e se não quiser correr riscos, tente verificar seu efeito em uma mecha escondida, atrás do pescoço, por exemplo.

A henna é na verdade o único corante natural capaz de cobrir os cabelos brancos, graças ao seu efeito de formação de película sobre os fios. Ao aplicar outras ervas colorantes diretamente sobre os cabelos brancos pode-se obter cores extravagantes como o azul ou violeta. Por isso, a henna é fundamental para cobrir os cabelos brancos ou adicionada à outras ervas colorantes naturais. Outra forma é fazer o método da dupla passagem: primeiro se usa apenas a henna e, em seguida, dá-se uma outra passada com a erva colorante desejada.

Henna: como aplicá-la nos cabelos?

henna creme

Como aplicar a henna? O pó pode ser dissolvido em água quente e deixado de molho durante 15-20 minutos. A água não deve ser excessivamente quente, porque o calor pode prejudicar as suas propriedades, nem fria, porque a água fria dificulta o seu completo dissolvimento.

O cabelo pode estar seco ou molhado, a seu critério. O importante é que estejam limpos, caso contrário, a superfície de sebo pode criar um filme que impede a henna de se ligar bem à queratina do cabelo.

Pela mesma razão, não é recomendável adicionar óleos, manteigas ou outras substâncias oleosas à mistura que estamos preparando.

O creme obtido deve ser mais ou menos da consistência do iogurte. Se for muito denso será difícil de aplicar, se demasiado líquido, escorrerá por toda parte. Devemos aplicar a henna em todo o comprimento do cabelo, talvez com o auxílio de uma escova ou com um pincel de tingimento.

Quando a distribuição estiver concluída, você deve cobrir a cabeça com uma touca ou filme plástico, a fim de manter a mistura úmida e impedindo-a de secar. Se secar, o creme não consegue mais liberar o pigmento colorante.

O tempo de exposição depende do efeito desejado: cobrir os cabelos brancos ou apenas fazer reflexos e dar brilho.

No primeiro caso, são necessárias pelo menos, 3 horas para se obter uma cobertura uniforme, satisfatória e duradoura. No segundo caso basta uma hora de aplicação. Quanto mais você deixar a henna no cabelo, mais forte será o efeito de tingimento.

henna passar

Henna: como enxaguar

Após a aplicação, é aconselhável enxaguar bem os cabelos. Se resíduos permanecerem, eles podem causar irritação e coceira.

O cheiro da henna é muito forte e pode ser desagradável. Para mitigar um pouco este problema, você pode adicionar uma pitada de canela ou baunilha na preparação, ou fazer um enxague com chás perfumados em vez de água. Não use shampoo.

No caso de os cabelos ficarem muito embaraçados, você pode aplicar um pouco de condicionador nas pontas para desembaraçar.

Uma enxaguada ácida é altamente recomendada como último passo para diminuir o pH do couro e do cabelo e para fechar as camadas dos fios, deixando-os particularmente limpos.

Este tipo de enxague pode ser feito ao final de cada lavagem, mas no caso de henna é particularmente adequado porque permite fixar a melhor cor.

Para acidificar a água do enxague basta utilizar uma substância ácida, tal como vinagre ou suco de limão. Se usar o vinagre, você vai experimentar um cheiro muito forte, mas que irá desaparecer por completo uma vez que o cabelo estiver seco.

Henna: o processo de oxidação

Para completar as informações dadas até aqui, é preciso fazer referência ao chamado processo de oxidação da henna.

A henna é um pó que prefere um ambiente ácido, portanto, recomenda-se uma maceração de cerca de 8-12 horas em vinagre ou suco de limão antes de aplicá-la ao cabelo.

No entanto, a experiência diz que a oxidação não é necessária, ou pelo menos não age sobre a capacidade de tingimento do pó. A única vantagem que pode ser obtida com a oxidação é acentuar os tons quentes, cobre e laranja da Lawsonia, mas, certamente, a oxidação não é capaz por si só, de aumentar as propriedades da coloração.

A henna tem um poder muito alto de tingimento, para o qual a água quente e a maceração de vinte minutos são condições necessárias e suficientes para liberar todas as suas propriedades colorantes. A henna tinge também a pele, por isso é essencial calçar luvas e usar roupas e toalhas velhas durante a aplicação.

henna lawsonia

Henna: mitos a desfazer

Agora vamos desfazer alguns mitos sobre esta erva de notável poder colorante.

Primeiro: medo de que henna possa colorir o cabelo de verde; e segundo: a crença de que henna não pode ser aplicada em cabelos descolorados ou tingidos com produtos químicos.

A henna pode ser usada facilmente, sem qualquer risco de ficar com cabelo verde ou de ter outras surpresas desagradáveis, desde que seja pura, ou seja, 100% Lawsonia inermis.

Leia o rótulo pois existem produtos com aditivos químicos para dar tons mais escuros ao corante natural e podem causar problemas de saúde.

Geralmente a melhor henna é aquela usada para fazer tatuagens, que deveria ser pura e de qualidade elevada.

É importante comprar uma henna qualidade, caso contrário, aquelas mais baratas, geralmente contêm picramate. O sódio picramate é um corante sintético de elevado poder de tingimento, e tóxico quando usado em grandes quantidades. Na presença de picramate, todas as garantias ditas anteriormente caem por terra. Daí o risco de acabar ficando com o cabelo verde ocorre realmente!

Henna, contraindicações

Se a henna for 100% Lawsonia inermis, mesmo quem tenha eventuais inflamações do couro, psoríase e outros problemas, poderiam, ao contrário obter da henna um coadjuvante no tratamento de muitas doenças de pele.

Na medicina ayurvédica por exemplo, a henna é usada contra inflamações da pele e erupções cutâneas, herpes, psoríase, furúnculos, queimaduras, contusões, caspa, seborreia.

A única contraindicação pode ser o início de uma possível reação alérgica, que pode acontecer em muito poucos casos, mas a possibilidade não deve ser excluída porque a henna é é uma substância natural, mas não antialérgica.

A alergia se manifesta imediatamente, a exposição ao pó já provoca coceira nos olhos, tosse e gotejamento nasal.

Mesmo na ausência de tais sintomas, aqueles que querem descartar hipersensibilidade à lawsonia pode fazer um teste na pele, por exemplo através da aplicação da henna em uma pequena área do antebraço.

Henna: onde comprar

Em lojas de produtos naturais, on-line e em lojas de produtos árabes. As vezes encontra-se henna em supermercados e farmácias mas, repetimos, certifique-se da pureza e da qualidade do produto, leia o rótulo e veja que o produto contenha apenas henna pura em pó.

Leia mais sobre cabelos: 

COMO FAZER O CABELO CRESCER RÁPIDO: DICAS E REMÉDIOS NATURAIS

CABELO CRESPO: 10 CONSELHOS E SOLUÇÕES NATURAIS

CABELO CAINDO - COMO MELHORAR A SITUAÇÃO?