Primatas em extinção: Brasil tem maior número de espécies em risco

  • atualizado: 
Primatas em extinção

Um estudo recentemente publicado na PeerJ apontou que o Brasil é o país com maior número de espécies de primatas ameaçados de extinção. Além do Brasil, Madagascar, Indonésia e República Democrática de Congo também estão na lista dos países que possuem alto índice de animais em extinção no mundo.

O motivo de focarem nesses quatro países é pelo fato de que eles abrigam dois terços de todos os primatas existentes no mundo, segundo os pesquisadores.

Embora existam áreas de preservação nesses países, principalmente no Brasil, outros fatores como a perda de habitat, doenças, exploração de madeira, minério e petróleo, mudanças climáticas, comércio ilegal de animais em extinção e a caça comercial da carne de espécies silvestres, dentre outros, colaboram para o aumento dessas estatísticas.

Dentre os países citados anteriormente, a Ilha de Madagascar é a que tem a situação mais crítica, onde 90% da sua fauna de primatas está em extinção. Uma das espécies mais ameaçadas da ilha é o lêmure-de-cauda-anelada (Lemur catta), famoso pela cauda listrada e olhos esbugalhados e alaranjados. O principal motivo da extinção desses animais é a mineração ilegal de cobalto, níquel e ouro nas florestas e áreas de proteção ambiental.

No Brasil entre as espécies mais ameaçadas de extinção, 4 são de mico-leões (Leontopithecus) e duas de muriquis (Brachyteles). Essas espécies são consideradas completamente em risco, enquanto outras estão no estado crítico de extinção.

A importância dos primatas

É importante nos preocuparmos com a sobrevivência dos primatas, pois eles são essenciais para a manutenção da biodiversidade, auxiliam em processos biológicos e no fornecimento de serviços ecossistêmicos.

A perda dos primatas pode desencadear perda de dispersão de sementes de várias espécies de plantas essenciais para a regeneração das florestas.

Soluções

Dentre as soluções apresentadas para evitar a extinção desses animais, a primeira apresentada é expandir as áreas de preservação. Em seguida, deve-se criar corredores florestais para a migração entre subpopulações isoladas, incentivar a restauração das comunidades florestais naturais, aumentar a segurança alimentar e as oportunidades que beneficiam a qualidade de vida das pessoas.

No entanto, a principal ação para conscientizar sobre a importância da preservação dos primatas, além de manter as origens e a história da evolução humana, é conservar o planeta como um todo, através de medidas punitivas com o pagamento de fundos de sustentabilidade e conservação com o intuito de compensar a sobre-exploração e danos ambientais.

Para muitos este pode ser um assunto maçante e insignificante, mas os que pensam dessa forma não tem real consciência da necessidade de estarmos envolvidos com a preservação de todas as espécies para o bom funcionamento do planeta.

Nós como pessoas dependemos uns dos outros para sobrevivermos, mas essa dependência vai muito além da nossa própria espécie.

Pensemos nisso!

Sobre animais em extinção, talvez te interesse ler também:

ARIRANHA: ESTA ESPÉCIE NATIVA QUASE EXTINTA ESTÁ DE VOLTA AO AMAZONAS

6 ESPÉCIES QUE ESTÃO PRESTES A DESAPARECER POR CAUSA DAS INDÚSTRIAS DO PETRÓLEO E DO GÁS

ACARI-ZEBRA: PEIXINHO ALVO DE TRÁFICO ILEGAL QUE RISCA A EXTINÇÃO POR CAUSA DA USINA BELO MONTE

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!