Em busca de uma nova casa para Alba, a única orangotango albina do mundo

  • atualizado: 
Alba, a única orangotango albina

Chama-se Alba, tem grandes olhos azuis e é o único exemplar no mundo de orangotango albino. Ela tem cinco anos, é órfã e foi salva de uma vida de prisão no cativeiro. Agora, uma fundação para a defesa desta espécie está trabalhando para criar uma reserva natural para Alba e outros orangotangos resgatados do cativeiro.

Alba foi encontrada no dia 29 de abril em condições precárias em uma vila em Tanggirang, em Kapuas Hulu, no centro de Kalimantan, na Indonésia. Desnutrida e passando mal, a orangotango foi alimentada durante os primeiros dias somente com cana de açúcar.

Capturada ilegalmente e mantida na gaiola, muito temerária, Alba tinha uma atitude selvagem demonstrando que, felizmente, alguma esperança de levá-la de volta à liberdade sem as consequências sérias do cativeiro ainda era possível.

Graças ao trabalho da Borneo Orangutan Survival Foundation - Bosf - o animal foi melhorando e recuperou rapidamente seu peso. Deprimida e cheia de parasitas, Alba (nome escolhido através do hashtag #albinoorangutan) começou sua nova vida.

Agora ela come frutas e muito mais, e a equipe da Bosf está procurando uma casa para ela. Como sabemos, os orangotangos vivem nas florestas selvagens das ilhas indonésias, mas nos últimos anos, devido ao desmatamento por causa do óleo de palma e da mudança climática, esta espécie está cada vez mais em perigo de extinção.

De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza, os orangotangos são considerados uma espécie em risco de extinção, principalmente porque seu número caiu em dois terços desde a década de 1970. Então, podemos dizer que Alba é a única orangotango albina no mundo.

É por isso que se teme por sua vida.

alba 2jpg

O objetivo da fundação é colocá-la de volta em liberdade, mas o medo é que ela seja mais uma vez capturada. Além disso, seus problemas de saúde durante sua estadia e sua albinosidade a tornam sujeita ao câncer de pele, sem se esquecer do perigo dos caçadores furtivos.

Portanto, estão trabalhando para criar uma reserva de 12 hectares cercada de floresta no Centro de Reabilitação de Kalimantan, em Bornéu, onde Alba viveria com outras duas orangotangos que foram salvas com ela.

Para conseguir fazer a reserva, a Bosf precisaria de 80 mil dólares e por isso, a fundação lançou uma campanha para recolher fundos. Clique aqui para obter mais informações e para contribuir para que Alba receba uma nova casa.

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!