Conhecendo as principais dietas: vegetariana

dieta vegetariana

O vegetarianismo é uma dieta que tem como base o consumo de alimentos de origem vegetal, excluindo alimentos de origem animal.

Eu não sei o que as pessoas pensam sobre o que é o vegetarianismo. Mas comigo acontece muito frequentemente de ir a um restaurante e dizer:

- Oi! eu sou vegetariana. Tem alguma coisa sem carne no cardápio?

- Sim, tem peixe!

- Ah, desculpa, eu não como peixe, eu sou vegetariana!

- Tem frutos do mar!

- Que interessante! Apesar de serem chamados frutos, os crustáceos pertencem ao reino animal e eu não como animais. Eu sou vegetariana!

- Ah entendi! Bom, tem salsicha, dizendo em voz baixa: - dizem que é feita de papel!

- Obrigada! acho que não tem mesmo nada para mim aqui.

- Tem feijão amigo, uma sopa de feijão batida no liquidificador.

- Ah, que bom! Finalmente! Eu adoro feijão, mas na sua receita o feijão amigo leva bacon?

- Claro! se não que sabor que tem? Mas olha! é tudo batido! Você não vai ver nada!

- Obrigada mesmo assim! Tchaaaaauuuuu!

fonte foto: wikipedia.org

O vegetarianismo teria surgido há cerca de 5 milhões de anos. Os nossos antepassados mais antigos alimentavam-se de frutas, folhas e sementes, vivendo em perfeita harmonia com os animais. Sua origem vem da tradição filosófica indiana, porém chegou ao ocidente pela doutrina pitagórica. Pitágoras, nascido por volta de 580 aC, considerado o pai do vegetarianismo, adotava a dieta vegetariana a partir de três vertentes: a veneração religiosa, saúde física e responsabilidade ecológica. Sempre existiram vegetarianos na população mundial, fosse por necessidade, preferência, religião ou ética.

Leia também: Os antigos egípcios eram vegetarianos

A dieta vegetariana foi muito importante durante a segunda guerra mundial. Devido à escassez de alimentos, a população foi encorajada a cultivar seus próprios alimentos. Mais recentemente, as preocupações com relação à saúde e ao meio ambiente levaram as pessoas a procurarem por um regime mais saudável. O vegetarianismo passou então a ser associado à boa saúde e à não violência animal.

Dentre as diversas razões que levam as pessoas a adotarem a dieta vegetariana, que vão desde a não gostarem de comer carne às questões de respeito e amor aos animais, os motivos não têm necessariamente a ver com o direito dos animais. Muitos aderem à dieta por questões de saúde, éticas, econômicas, filosóficas e ou religiosas.

Dentro do vegetarianismo há cinco formas diferentes de classificação, de acordo com os alimentos que são consumidos, são elas:

* Dieta ovolactovegetariana: composta por alimentos de origem vegetal, ovos, leite e derivados deles. Nesta dieta há a exclusão total de qualquer tido de carne* na alimentação.

* Dieta lactovegetariana: composta por alimentos de origem vegetal, leite e seus derivados. Os lactovegetarianos não comem ovos e nem qualquer tipo de carne.

* Dieta ovovegetariana: composta por alimentos de origem vegetal e ovos, excluindo os produtos lácteos, seus derivados e carne.

* Vegetarianismo semiestrito: Esta dieta exclui quase todos os alimentos de origem animal, exceto o mel.

* Vegetarianismo estrito: dieta que exclui TODOS os produtos de origem animal. Os vegetarianos estritos não comem qualquer tipo de carne, ovos, laticínios, mel, etc, retirando da dieta todos os produtos de origem animal. Geralmente o vegetarianismo estrito é confundido com o veganismo, porém, pessoas que adotam o veganismo não consomem/utilizam nenhum produto de origem animal, desde alimentícios até cosméticos, têxtil, etc.

Enquanto o vegetarianismo estrito é apenas um regime alimentar, o veganismo é ético, e visa o respeito aos direitos dos animais como um todo.

Carne*: carne branca, vermelha, bovina, suína, frango, peixes e embutidos.

Vegetarianismo, saúde e nutrição

As dietas vegetarianas costumam ser ricas em proteínas, carboidratos, fibras dietéticas, magnésio, antioxidantes, etc. e apresentam baixa ingestão de gordura saturada e colesterol. Por outro lado, as dietas vegetarianas podem apresentar uma menor ingestão de vitamina B12, vitamina D, cálcio e outras proteínas. Porém ao adaptar-se a uma boa nutrição é possível balancear as deficiências apenas com a alternância de vegetais ou suplementos nutritivos.

Entre as vantagens nutricionais de uma dieta vegetariana, inclui-se menores níveis de gorduras saturadas, menor nível de colesterol no sangue, menor taxa de mortalidade por doença coronariana, menor índice de obesidade, de prisão intestinal, câncer e diabetes. A dieta vegetariana, se bem planejada, tende a oferecer um bom suprimento da maioria dos minerais e vitaminas, além de maiores níveis de carboidratos, fibras, magnésio, potássio, ácido fólico e antioxidantes como vitaminas C e E.

Leia também:

seta

NEM VEGETARIANO NEM CARNÍVORO, OU SEJA, DEMETARIANO

setaCONHECENDO AS PRINCIPAIS DIETAS: VEGANA