Fritura faz mal? Quanto, como e por quê? Informações e dicas

  • atualizado: 
pastel

Quando o assunto é fritura, muitas opiniões se dividem, pois há aqueles que amam uma "friturinha" e a defendem de todas as formas e há aqueles que sabem que faz mal, por isso evitam ao máximo que podem. E você? Gosta de fritura? Será que faz tão mal assim? Nesse artigo explicaremos o porquê da fritura fazer tão mal, com base na opinião de médicos e especialistas, bem como daremos dicas de como consumir uma friturinha de vez em quando. 

1. Fritura faz mal?

De acordo com o nutricionista Ricardo Vargas, o problema da fritura está no fato de transformar uma gordura boa em ruim. Ele explica que esse processo de fritar o alimento faz com que a gordura boa fique saturada, gerando assim uma matéria-prima para o corpo produzir mais colesterol ruim. Segundo ele, o abacate, o azeite e as castanhas são gorduras boas, mas o óleo extraído delas, quando exposto a altas temperaturas, libera uma fumaça extremamente tóxica para o organismo. Será?

2. Há controvérsias! Mitos e verdades

Para a felicidade de quem não vive sem uma "friturinha", há controvérsias sobre esse assunto. Na verdade é o que já sabemos: podemos comer fritura sim, mas com moderação.

Em uma reportagem exibida pelo programa Domingo Espetacular, alguns especialistas deram dicas de como desfrutar do prazer de comer frituras de vez em quando, sem prejudicar tanto a saúde e também desvendaram alguns mitos e verdades sobre elas.

2.1. Mito ou verdade: a gordura é viciante?

Mito! Segundo a nutróloga Letícia Fontes, a gordura não é viciante... Pelo menos não tanto como o açúcar. A gordura dá sabor aos alimentos, mas não é por isso que deve ser consumida todos os dias. Quando em excesso, a gordura pode causar estafa ao corpo, prejudicando principalmente o coração. Além disso, os alimentos submetidos às temperaturas elevadas, como ocorrem nas frituras, liberam toxinas (acroleína e acrilamida) que são altamente cancerígenas e causam problemas cardíacos e irritações no sistema digestivo.

2.2. Mito ou verdade: banha de porco engorda mais do que as outras gorduras?

Mito! A banha engorda tanto quanto as outras gorduras. A banha e a manteiga são gorduras saturadas, já os óleos vegetais são insaturados e estragam mais rapidamente. Com exceção do óleo de coco que é uma gordura vegetal porém saturada. 

É importante saber que tipo de gordura usar e como usar. A manteiga, por exemplo, deve ser usada apenas para untar frigideiras e a temperatura dela não pode passar dos 150ºC. Já a banha de porco aguenta maiores temperaturas, podendo ser utilizada tanto em frituras de contato ou por imersão. 

2.3. Mito ou verdade: para saber a temperatura certa do óleo, podemos jogar um palito de fósforo e esperar ele acender?

Mito! Se isso acontecer é sinal que o óleo já está impróprio para o consumo. O ideal é não ultrapassar os 180ºC de temperatura, mas para isso é necessário ter um termômetro adequado para fazer essa medição. Se passar disso, a gordura começa a soltar uma fumaça completamente danosa para o organismo, pois é ela que indica que os compostos químicos estão sendo liberados. Portanto, o ideal é prestar atenção na temperatura certa do óleo para fritar os alimentos.

3. Qual a melhor gordura para fazer fritura?

De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Granada, na Espanha, o azeite de oliva é uma excelente opção para fazer fritura. Esse estudo revelou que os alimentos fritos no azeite conservam melhor suas propriedades em comparação aos cozidos. Isso ocorre porque o azeite de oliva produz fenóis e antioxidantes que ajudam a prevenir o câncer e outras doenças. Lembrando que a regra de não ultrapassar os 180ºC também vale para ele. 

Outra recomendação dos especialistas é a de comprar óleos que não contenham gordura trans, pois eles são menos nocivos para a saúde. Para saber se eles possuem ou não gordura trans, basta ler os rótulos das embalagens.

4. Como amenizar os efeitos da fritura no organismo?

Sabemos que o problema da fritura está na gordura, pois ela aumenta o colesterol ruim, entope as artérias, podendo causar infarto e outros problemas cardíacos. No entanto, é possível aproveitar essas delícias com equilíbrio e algumas dicas.

EVITE PANELAS DE FUNDO GROSSO para fazer frituras, pois elas mantém o óleo aquecido por mais tempo, podendo danificá-lo. Se possível, invista em uma fritadeira elétrica, pois ela consegue fritar os alimentos sem a necessidade de usar qualquer tipo de gordura.

A FRITADEIRA ELÉTRICA é um eletrodoméstico que frita os alimentos apenas com o ar aquecido dentro dela. Para funcionar ela precisa apenas de energia elétrica, por isso podemos dizer que ela é zero gordura! Mesmo assim a nutróloga Letícia alerta: apesar de não utilizar óleo, o alimento continua sendo submetido a altas temperaturas. Ou seja, substâncias tóxicas continuam sendo liberadas devido à alta temperatura. Portanto, mesmo com a fritadeira elétrica, o consumo de frituras deve ser limitado.

5. Não reutilize óleo para cozinhar

IMPORTANTE: O óleo não deve ser reaproveitado! Ao reutilizar o óleo para preparar outros alimentos, mais toxinas são liberadas, fazendo inclusive com que se torne uma gordura trans. O ideal é utilizar o óleo apenas uma vez e depois descartá-lo da maneira correta.

6. Como descartar o óleo de cozinha?

O óleo de cozinha NUNCA deve ser descartado no ralo da pia, pois basta apenas 50 mg de óleo para poluir cerca de 25 mil litros de água! Por isso, é importante saber como descartar o óleo utilizado em casa:

  1. Espere o óleo esfriar;
  2. Despeje o conteúdo em uma garrafa com a ajuda de um funil;
  3. Feche a garrafa para evitar odores e insetos;
  4. Limpe a panela e o funil com um guardanapo e o descarte no lixo orgânico;
  5. Leve a garrafa cheia ao ponto de entrega voluntária mais próximo.

7. Conclusão

O ideal é evitar as frituras, mas quando bater a vontade de comer um pastelzinho ou uma batatinha frita, opte por fazer em casa, cuide para utilizar o tipo de gordura adequado e faça o descarte correto. Ah, e não faça disso uma regra, ok? Vez ou outra, uma friturinha aqui e acolá não fará mal algum.

Talvez te interesse ler também:

QUAL É O MELHOR ÓLEO PARA FRITAR? 

O CARBOIDRATO É O ELIXIR DA JUVENTUDE NESTA ILHA JAPONESA

COMO COZINHAR EM BANHO-MARIA?

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!