Água do cozimento dos alimentos: reaproveite!

Água do cozimento

Em geral, quando cozinhamos qualquer alimento, a água é jogada pelo ralo, certo? Mas por que tem de ser dessa forma, se a água é um bem escasso no mundo? Então o que custa aprender formas novas de reutilizar a água em outras situações? Vamos apontar algumas soluções para seu dia a dia, a seguir.

Nada de muita água na receita

vitaminas e minerais chamados de hidrossolúveis, ou seja, são solúveis em água. Então, nesses casos, se você colocar água de forma excessiva, irá perder nutrientes ao longo do processo de aquecimento da água e o decorrente cozimento. Cozinhar com muita água pode ser sinônimo de empobrecimento nutricional de alimentos.

Reaproveitando a água

Com o cozimento, determinados legumes e verduras podem ver seus nutrientes serem reduzidos pela metade. Utilize a água que sobrar desse procedimento para cozinhar novos alimentos. Um exemplo simples: cozinhar um arroz ou um feijão com a água que sobra do legume cozido. Que tal?

Água para regar plantas

Essa água pode ser utilizada, após resfriada, para regar o jardim, por conta dos nutrientes impregnados na mesma. Quando cozinhamos ovos, a água fica rica em cálcio.

Evite reaproveitamento quando...

...estiver cozinhando beterraba, soja e espinafre, por conta dos altos níveis de oxalato, que não faz bem à saúde, podendo elevar risco de cálculos renais.

Evitando a perda nutricional

Se você quiser reduzir tal perda para a água do cozimento, a dica é levar os legumes e verduras ao fogão com sua proteção natural: a casca.

legumes e verduras jamais devem ser cozidos por muito tempo, por causa da vitamina C e do complexo B – tais elementos são termossensíveis, ou seja, são eliminados sob altas temperaturas. Por isso, recomenda-se seu cozimento em vapor.

Fonte foto: freeimages.com