Arroz negro: propriedades, valores nutricionais e como consumir

  • atualizado: 
Arroz negro

Você conhece o arroz negro? Sabia que ele é muito mais nutritivo e contém muito mais fibras que o arroz integral? Particularmente eu adoro! Tem um gostinho diferente, meio adocicado ou acastanhado como alguns descrevem, mas é uma ótima opção para quem quer substituir o arroz integral de vez em quando. Isso porque, apesar de ser muito gostoso e nutritivo, o arroz negro é um pouco mais caro… Seu sabor é doce, mas o preço é salgado!


Independente disso, ele é uma ótima opção nutricional para ser acrescida na dieta. Por isso, vamos conhecer mais sobre este tipo de arroz, suas propriedades, valores nutricionais e formas de consumi-lo. 

O que é arroz negro?

O arroz negro é cultivado na China há mais de 4000 anos e tem fama de produto afrodisíaco (Arroz Proibido), por ser consumido apenas pelo Imperador. Passou a ser utilizado também na culinária mediterrânea, cultivado inclusive no Norte da Itália, onde há uma grande produção desta variedade de arroz.

As pesquisas para plantação no Brasil iniciaram-se em 1994, pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC), onde são analisadas as características de clima e solo para receber as plantações desse arroz.

O arroz negro tem alto valor nutricional, é rico em ferro, fibras, proteínas e aminoácidos.

Seus grãos são curtos e arredondados, sua textura é macia, o sabor é exótico, lembra avelã e sua cor violeta é proveniente de uma substância chamada antocianina, presente em vegetais que tem a cor avermelhada, roxa ou azul.

Propriedades

Dentre as principais características e propriedades que o arroz negro possui, podemos citar:

  • Tem muito mais fibras e proteínas do que o arroz branco, cerca de 30% de fibras e 20% de proteína a mais, segundo a nutricionista Roberta Stella;
  • Tem menos gordura que o arroz integral e as fibras solúveis auxiliam na redução da taxa de colesterol;
  • É rico em magnésio, que ajuda a fixar o cálcio nos ossos;
  • A antocianina citada anteriormente dá a pigmentação dos grãos e é responsável pelo fato do arroz negro também ter ação antioxidante, protegendo o organismo de radicais livres;
  • É rico em compostos fenólicos, que ajudam a combater o envelhecimento precoce e protege a saúde de doenças;
  • Por ser rico em fibras, o arroz negro promove uma maior sensação de saciedade, retardando a fome. Com isso ele ajuda no funcionamento do intestino e reduz o volume abdominal, de acordo com a nutricionista Carol Morais;
  • Faz bem ao coração e ajuda a tratar alergias respiratórias.

 

Valores nutricionais

O arroz negro também é rico em hidratos de carbono, óleos, cobalto, vitaminas A, B1, B2, B6 e B12, niacina, ácido nicotínico, ácido pantotênico, provitaminas C e E.

Dentre os nutrientes da tabela, podemos destacar que 50 g de arroz negro contém:

  • Carboidratos: 36 g
  • Proteínas: 4,9 g
  • Gorduras Totais: 1 g
  • Ômega 3: 0,02 g
  • Fibra alimentar: 4,2 g
  • Cálcio: 11 mg
  • Ferro: 1,1 mg
  • Potássio: 294 mg
  • Fósforo: 354 mg
  • Magnésio: 95 mg
  • Vitamina B1: 0,17 mg
  • Vitamina B3: 4,2 mg
  • Vitamina B6: 0,2 mg

De acordo com a tabela nutricional, o arroz negro não contém gorduras saturadas, gordura trans, colesterol e sódio.

Como consumir?

arroz negro

Existem várias formas de cozinhar arroz, mas tanto o integral como o negro necessitam de um tempo maior de cozimento devido ao fato de serem mais puros, ou seja, por ainda estarem com suas películas protetoras e não terem passado por nenhum processo de polimento, que é feito com o arroz branco.

Muitas pessoas não gostam do arroz integral, pois acham que ele é duro ou que demora muito para cozinhar para que fique num ponto mais molinho. Com o arroz preto não é diferente, pois como ele contém mais fibras até mesmo que o arroz integral, é preciso ter paciência e seguir os passos de quem tem mais experiência no assunto.

Sugerimos então preparar o arroz negro igual se prepara macarrão, assim como é feito na Itália, ou seja, ao invés de fritá-lo com alho e cebola no óleo, deve-se colocar o arroz negro na água fervente apenas com um pouco de sal. Deixe cozinhar por uns 30 ou 40 minutos e depois escorrer a água num escorredor de arroz. Depois de cozido, coloque um fio de azeite cru e, se for necessário, ajuste o sal.

Para quem não vive sem alho e cebola, também é possível cozinhar o arroz negro no método convencional. Basta fritar um pouco de alho e cebola no óleo ou azeite, depois acrescentar uma xícara de arroz negro e mexer até envolvê-lo na gordura. Coloque folhas de louro, sal ou o tempero de preferência e depois que dourar um pouco, acrescente três xícaras de água fervente e deixe cozinhar em fogo baixo e panela semi tampada por 50 minutos ou até que os grãos estejam macios.

Substituir o arroz branco pelo arroz integral já é uma prática muito indicada pelos nutricionistas, mas variar de vez enquanto pelo arroz negro também pode ser muito interessante não só pelo valor nutricional, quanto pela diversidade de sabores.

Aproveite essa sugestão e faça sua receita! Veja outras receitas com arroz negro.

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!