Ginástica hipopressiva: diminui barriga, dor nas costas e muito mais

Ginástica hipopressiva: diminui barriga, dor nas costas e muito mais

Você já ouviu falar em abodminais hipopressivos? A técnica pode ser utilizada por quem quer perder barriga e precisa fortalecer a região, como mulheres no pós-parto.

Muitas mulheres sofrem usando cintas para parecerem mais magras. Além de uma autotortura, o uso de cinta, a não ser quando haja indicação médica, pode causar danos a vários órgãos.

Encolher a barriga também pode lá não ser uma boa ideia, afinal, quem consegue ficar assim por muito tempo?

Entretanto, existe uma técnica similar a “encolher a barriga” que ajuda a fortalecer a musculatura abdominal.

Técnica similar a “encolher a barriga”

O abdominal hipopressivo (também chamado Low Pressure Fitness) é um exercício cujo foco é a tonificação dos músculos do abdômen.

Pessoas que sofrem com dor nas costas e mulheres no pós-parto podem se beneficiar muito dela.

O método tem origem na Reeducação Postural Global (RPG) e em uma técnica de respiração usada Yoga.

Benefícios

O abdominal hipopressivo traz vários benefícios para a saúde, se realizado corretamente.

Seus benefícios, segundo explica o personal trainer Carlos Bruce, são resumidamente:

  • Cintura mais fina devido às contrações isométricas que são realizadas durante o exercício;
  • Fortalecimento dos músculos das costas;
  • Prevenção a escapes de urina e fezes, por combater a incontinência fecal, urinária e o prolapso uterino;
  • Combate a desvios da coluna;
  • Melhora da postura e do equilíbrio, pois fortalece os músculos abdominais;
  • Previne a formação de hérnias, visto que promove a descompressão das vértebras;
  • Melhora o desempenho sexual, pois, durante a realização do exercício, há aumento do fluxo sanguíneo na região íntima, o que promove o aumento da sensibilidade e do prazer.

Como a técnica trabalha os músculos oblíquos, transversos e o reto do abdômen, ajuda a fortalecer o assoalho pélvico, prevenindo a queda de órgãos internos, ajudando a controlar a bexiga e evitando a famosa incontinência urinária.

Como praticar a ginástica hipopressiva

Primeiramente, deve-se evitar realizar os abdominais hipopressivos após as refeições.

Segundo o Cuidaí, a prática deve ser iniciada lentamente.

Primeiro, comece a prática deitado até sentar-se e inclinar o corpo para frente.

Para a obtenção dos objetivos almejados, é preciso contrair os músculos pélvicos e realizar os abdominais de 3 a 5 vezes por semana por 20 minutos.

A sequência de exercícios é a seguinte:

  1. Inspire normalmente e depois solte o ar completamente, até que o abdômen comece a se contrair sozinho;
  2. Encolha a barriga sugando os músculos abdominais para dentro, como se quisesse encostar o umbigo nas costas;
  3. Mantenha essa contração de 10 a 20 segundos inicialmente e, com o passar do tempo, aumente a duração aos poucos, permanecendo o maior tempo possível sem respirar;
  4. Após a pausa, encha os pulmões de ar e relaxe completamente, voltando à respiração normal.

Contraindicações

Existem contraindicações para o exercício dos abdominais hipopressivos. Não é recomendável a mulheres grávidas praticá-los porque podem dar início a contrações do útero ou até mesmo desencadear um aborto.

Pessoas com hipertensão também não devem optar por esse exercício, já que ocorre a elevação da pressão arterial durante a realização dos movimentos.

fisioterapeutas especializados na técnica, logo consultar um especialista para aprender a sequência correta dos exercícios pode ser recomendado em alguns casos.

Vídeos

Acompanhe os vídeos abaixo para entender melhor do que se trata e claro, consulte um especialista para obter os resultados desejados.

 

Talvez te interesse ler também:

Quando a barriga volta ao normal depois da gestação?

Remédios caseiros para eliminar gases estomacais e intestinais

10 razões pelas quais você deveria começar hoje a beber água quente

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *