Nova descoberta sobre o câncer de mama: uma proteína é a responsável pela metástase

descoberta sobre o câncer de mama: uma proteína é a responsável pela metástase

Um novo passo na pesquisa sobre o câncer e mais especificamente, no câncer de mama. A descoberta foi feita por uma equipe do Instituto Nacional do Câncer de Milão.

O grupo de estudo conseguiu identificar o mecanismo que leva ao aparecimento de metástases em outras áreas do corpo, depois de um tumor na mama. Seria a osteopontina, uma proteína da matriz extracelular, a responsável pelas metástases. Esta proteína é produzida seja por células do sistema imunológico quanto por células tumorais e esta dupla produção, infelizmente, faz com que as células malignas possam sobreviver e consequentemente se reproduzirem.

"A osteopontina produzida pela célula tumoral garante a sua sobrevivência em um ambiente hostil, enquanto aquela produzida dentro dos glóbulos brancos do sangue, ajuda a proteger as células cancerosas que estão formando as metástases de ataque ao sistema imunonológico", disseram os pesquisadores.

A descoberta é muito importante e, de acordo com a equipa do Instituto de Milão, irá levar ao desenvolvimento de novos medicamentos que atuem apenas sobre a osteopontina para bloquearem o desenvolvimento de metástases.

Como indicado pelo Dr. Mario Paolo Colombo, "a matriz extracelular, uma vez que foi considerada apenas um apoio mecânico e estrutural para a massa de tumor, é reconhecida agora como parte ativa da progressão do tumor e, por conseguinte, um eventual novo alvo para a terapia."

O estudo, publicado na Cancer Research, foi realizado inicialmente em modelos animais, mas depois foi confirmado também pela análise de metástases pulmonares em alguns pacientes com câncer de mama, nos quais foi detectada a presença de células imunitárias contendo osteopontina.