OMS chega em Wuhan para investigar a origem da pandemia

OMS chega em Wuhan para investigar a origem da pandemia

A China aceitou que a OMS investigasse a origem da pandemia, e os investigadores enviados pela Organização chegaram ontem na cidade onde tudo começou.

Como informa a CNN Brasil, há 8 meses Wuhan não registra nenhum caso de Covid-19. Mas mais de um ano depois do primeiro caso relatado, muita água rolou por baixo daquela ponte.

Relembrando, os Estados Unidos de Donald Trump foram os primeiros a exigir uma investigação independente sobre a origem da pandemia porque, como se sabe, no começo de tudo, a China pediu para que o médico que alertava sobre a ocorrência de uma “pneumonia estranha”, parasse de espalhar boato. O médico depois morreu e a China pediu desculpas pelo ocorrido.

Mais recentemente, a China prendeu uma jornalista que divulgava nas redes sociais o que estava acontecendo em Wuhan, no começo da pandemia.

A China não aceitou que outros países investigassem  a origem do vírus SARS-CoV-2, mas deixou que a OMS o fizesse. Porém, a própria OMS esteve sob acusação de haver colaborado com o ocultar dos fatos.

Depois de um ano sofrido, o que temos no momento é uma promessa de vacinação, que já está ocorrendo em alguns países, ao tempo que novas variantes do vírus circulam e colocam em cheque a eficácia das vacinas.

Só o tempo dirá quando isso vai acabar. Por enquanto, ao que parece, o prefeito de Limeira é quem. tinha razão: todos serão contagiados.

Relembro o caso no link abaixo.

Talvez te interesse ler também:

“Todos nós seremos contaminados”: o vídeo do prefeito de Limeira que viralizou ao tranquilizar a população

Massacre de passarinhos em Roma por causa dos rojões de fim de ano

Visons e coronavírus: por que esses animais viraram alvo na pandemia?

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *