Mãos inchadas? Veja o que fazer imediatamente

  • atualizado: 
Mãos inchadas

Inchaço nas mãos é muito comum e pode ser causado por uma infinidade de fatores, desde contusões, calor excessivo, alergias e até mesmo problemas crônicos de circulação, hipertensão, diabetes, hipotireoidismo, entre outros. O mais comum é que o inchaço nas mãos ocorra devido à algum esforço repetitivo, como por exemplo quem trabalha com digitação ou é pianista, mas qualquer que seja a causa o ideal é procurar um atendimento médico para avaliar o motivo do inchaço e qual a melhor maneira de tratar a enfermidade.

Existem também alternativas naturais para ajudar a tratar esses casos, por isso vamos aprender mais sobre esse assunto, o que mais pode causar o inchaço nas mãos, como prevenir, tratar e o que fazer quando surge em decorrência de problemas psicológicos como depressão, estresse e síndrome do pânico.

 

1. O que causa o inchaço nas mãos?

Como dissemos inicialmente, as mãos podem ficar inchadas em decorrência do calor, contusão, esforço repetitivo, alergias, mas também pode ser sinal que alguma coisa não vai bem no organismo. Com base nisso, separamos as causas mais prováveis do inchaço nas mãos, segundo alguns especialistas:

USO DE MEDICAMENTOS - Antidepressivos, anti-hipertensivos, corticóides, anticoncepcionais, anti-inflamatórios, diuréticos e laxantes estão na lista dos medicamentos que podem causar inchaço não só nas mãos, mas no corpo todo.

EXERCÍCIOS FÍSICOS - Provocam retenção de líquido para compensar a desidratação que ocorre durante o treino. Com isso, o corpo todo pode ficar inchado, mas como os exercícios físicos são necessários para o nosso corpo, o ideal é praticá-los com moderação e amenizar essa retenção ingerindo ainda mais líquido, principalmente água para repor o líquido perdido com o suor e reequilibrar a temperatura corporal.

MENSTRUAÇÃO - Nesse período ocorre o aumento do estrogênio que favorece a retenção de líquidos deixando o corpo todo inchado.

TROMBOSE - A formação de coágulos na corrente sanguínea causa barreiras que prejudicam a circulação impedindo a irrigação dos membros inferiores e superiores pelo sangue. Com isso, esses membros acabam inchando e causando sensações como formigamento e dormência.

ALERGIAS - Quem tem alergias a produtos, alimentos, insetos e etc, normalmente terão inchaço nas partes que tiveram contato com o agente agressor.

PANCADAS - Acidentes, quedas, torções, contusões, todos esses impactos sofridos pelo corpo resultam em edemas, vermelhidão e inchaço aparente.

CALOR - Devido ao aumento da pressão arterial e dilatação das veias com o intuito de equilibrar a temperatura corporal, o calor também pode causar inchaço nas mãos e pés.

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA - Causa acúmulo de sangue nas veias das mãos e pés, pois o coração não consegue bombear o sangue corretamente.

PROBLEMAS RENAIS - Pois os rins são responsáveis pela filtragem e eliminação dos líquidos acumulados no corpo. Quando estão com algum problema, não executa essa função adequadamente deixando o corpo todos inchado, principalmente mãos, pernas e pés.

INGESTÃO EXCESSIVA DE SAL - Pelo mesmo princípio da retenção de líquido.

GRAVIDEZ - Devido às alterações hormonais que ocorrem nesse período, que também levam à retenção de líquido.

2. Além de inchaço, formigamento

Além do inchaço, formigamento nas mãos podem ser sinal de doenças graves e deficiência de vitaminas.

O formigamento é apenas um sintoma dentre outros que aparecem nas situações a seguir:

INFARTO - Causa dormência e formigamento principalmente no braço esquerdo e pode vir acompanhado de dor no peito, falta de ar, mal estar ou suor frio.

ENXAQUECA - É precedida de sintomas sensitivos como formigamento nas mãos, pernas, boca, além de alterações visuais, dificuldade de fala e alteração nos movimentos.

PRESSÃO NOS NERVOS - Braços e pernas são regados por nervos e terminações nervosas que saem da medula e percorrem a coluna até chegar aos extremos. Se alguma dessas terminações sofre alguma pressão e é interrompida, compromete a irrigação dos membros, ocasionando formigamento e inchaço.

AVC - Assim como o infarto, uma das principais características que precedem o acidente vascular cerebral (AVC) é o formigamento no braço esquerdo, que vem acompanhado pelos sinais também característicos como boca torta, falta de força em um dos lados e dificuldade para falar.

ESCLEROSE MÚLTIPLA - Doença autoimune que causa degradação gradual das fibras nervosas do cérebro e da medula espinhal, a esclerose múltipla tem como sintomas iniciais a perda de força, cansaço excessivo, falhas de memória e formigamento.

SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO - Acontece quando o nervo que irriga a palma da mão fica comprimido na região do punho, causando formigamento e dormência.

CISTO SINOVIAL - Trata-se de caroços que aparecem nas articulações e são compostos por líquidos que comprimem os nervos, causando assim formigamentos e perda de força.

DEFICIÊNCIA DE VITAMINAS - Principalmente das vitaminas B12, B6, B1 e E, podem causar alterações nos nervos, seguidas de formigamentos em diversas partes do corpo, alterações na sensibilidade, irritabilidade, cansaço e alterações psiquiátricas.

DIABETES DESCONTROLADA - Uma das consequências do nível elevado de açúcar no sangue é o surgimento de pequenas lesões nos nervos. Por isso, a diabetes, quando não controlada, pode causar formigamento nas mãos, braços, pernas e pés.

EPICONDILITE LATERAL - Inflamação dos músculos e tendões do cotovelo devido ao esforço repetitivo dessa região, muito comum acontecer com tenistas e profissionais de linhas de montagem, por exemplo. Isso pode causar dor intensa no cotovelo, perda de força no braço e formigamento devido à pressão do nervo ulnar.

HIPOTIREOIDISMO - Quando não tratado corretamente, o hipotireoidismo pode causar lesões nos nervos que levam a informação entre o cérebro e o resto do corpo. Além de causar queda de cabelo, ganho de peso, sensação de frio constante e formigamento em várias partes do corpo.

3. Remédios naturais

Existem algumas alternativas naturais para diminuir o inchaço das mãos, mas antes de tomá-las para si, é importante frisar que o ideal é buscar inicialmente ajuda médica, pois nunca se sabe se o problema é mais grave ou não. De qualquer forma, existem alguns tratamentos naturais que podem ser realizados para ajudar a amenizar os sintomas e atuar em conjunto com o tratamento médico, desde que ele autorize.

  • O gengibre, por exemplo, é um poderoso anti-inflamatório natural e é indicado para diminuir a retenção de líquidos. Pode ser consumido em forma de chá, pela manhã e à noite, mas antes certifique-se se não há restrição com relação ao seu consumo, pois ele não é indicado para pessoas hipertensas. Devido ao fato de ser termogênico, o gengibre acelera os batimentos cardíacos.
  • Outra sugestão é a ingestão de Sulfato de Magnésio, pois ele equilibra o sistema nervoso, além de açafrão, alecrim e o Zinco que deve ser suplementado.
  • A vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, melhora a circulação sanguínea, contribuindo para que não ocorra formigamento e inchaço no corpo. Ela pode ser consumida de forma natural através de frutas cítricas como laranja, abacaxi, acerola, limão e kiwi, entre outras.
  • Para aliviar o cansaço nas pernas e pés, por exemplo, que ficam inchadas e doloridas, uma prática muito utilizada e bastante eficaz é o famoso escalda pés que é feito com água morna. Essa prática funciona porque dilata as veias e facilita a circulação sanguínea.
  • Exercícios de alongamento também são muito indicados para aliviar formigamentos, pois ajudam na manutenção da circulação sanguínea, relaxamento do corpo e fortalecimento dos músculos.
  • Outros alimentos como castanhas, alho e cebola são eficientes na eliminação da retenção de líquidos, pois melhora a circulação sanguínea, são ricos em antioxidantes, que por sua vez são benéficos para a saúde.

4. Inchaço e formigamento como sintoma de problemas psicológicos

É muito comum que pessoas que estão passando por algum transtorno psicológico, assim como um ataque de pânico, tenham sintomas físicos como palpitações, dores no peito, batimentos cardíacos acelerados e formigamento na ponta dos dedos das mãos e dos pés, dentre outros. Em um de nossos artigos, explicamos O QUE FAZER SE ALGUÉM TIVER UM ATAQUE DE PÂNICO, onde a principal orientação é identificar o problema, acalmar a pessoa e procurar ajuda profissional.

Na maioria dos casos o tratamento mais indicado é a psico-terapia, mas para casos mais leves, um bom chá de camomila, exercícios de respiração e ambientes calmos e equilibrados ajudam a controlar o problema.

Talvez te interesse ler também:

setaEDEMA: TIPOS, CAUSAS E TRATAMENTOS NATURAIS

setaCIRURGIA ESTÉTICA? PENSE MIL VEZES ANTES DE FAZER

setaCONHEÇA A ADENOMIOSE: DOENÇA QUE AFETA AS MULHERES E É MAIS DOLORIDA QUE O PARTO

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!