Suplementos multivitamínicos
Suplementos multivitamínicos

Suplementos multivitamínicos e minerais não trazem nenhum benefício para a saúde. Um estudo

Suplementos multivitamínicos e minerais. Nem todos os mais usados ​​e mais famosos trazem benefícios reais para a nossa saúde. É o que diz um novo estudo, realizado por pesquisadores do St. Michael’s Hospital e da Universidade de Toronto.

Ao examinar uma série de dados existentes e estudos realizados no período entre janeiro de 2012 e outubro 2017, cientistas canadenses descobriram que suplementos vitamínicos com vitamina D, cálcio e vitamina C, que são os mais comum e os mais utilizados, especialmente durante períodos de fadiga aumentada, não trazem nenhuma vantagem na prevenção de doenças cardiovasculares, ataque cardíaco, derrame ou morte prematura.

Geralmente, suplementos vitamínicos e minerais são tomados em adição aos nutrientes encontrados nos alimentos. Os mesmos autores do estudo ficaram surpresos com os resultados:

“Ficamos surpresos ao descobrir tão poucos efeitos positivos dos suplementos mais comuns que as pessoas consomem. Nossa revisão descobriu que o uso de multivitaminas, vitamina D, cálcio ou vitamina C, não é prejudicial, mas não traz nenhum benefício aparente”, disse o Dr. David Jenkins, principal autor do estudo. A equipe examinou dados que também incluía as vitaminas A, B1, B2, B3 (niacina), B6, B9 (ácido fóico), C, D e E, caroteno, cálcio, ferro, zinco, magnésio e selênio.

O termo “multivitamínico” no estudo foi usado para descrever suplementos que incluem a maioria das vitaminas e minerais.

De acordo com os resultados obtidos pelos cientistas canadenses, apenas o ácido fólico e as vitaminas do complexo B podem efetivamente ajudar a reduzir o risco de doenças cardiovasculares e derrame cerebral. Mas a vitamina B3 e os antioxidantes demonstraram um efeito negativo, ainda que muito pequeno, ligado a um risco aumentado de morte por uma das causas examinadas.

“Estes resultados sugerem que as pessoas devem conhecer bem o suplemento que estão tomando e verificar se eles são aplicáveis ​​às específicas deficiências de vitaminas ou minerais que possuem, as quais foram informadas por um médico”, continua Jenkins.

Segundo os pesquisadores, a saúde deve ser cuidada à mesa com uma dieta saudável, rica em vitaminas e minerais.

“Até agora, nenhuma pesquisa sobre suplementos conseguiu demonstrar que eles são melhores do que o consumo de alimentos vegetais saudáveis, como legumes, frutas e nozes”.

Este estudo foi publicado no Journal of American College of Cardiology.

É como nós dizemos sempre: nunca se automedique comprando suplementos sem prescrição médica. Eles podem fazer mais mal do que bem, além do que, custam caro.

Sobre suplementos é importante ler também:

SUPLEMENTOS ALIMENTARES – O QUE SÃO? COMO E POR QUE USAR?

FALTA DE VITAMINAS DO COMPLEXO B: SINTOMAS E REMÉDIOS

VITAMINA D: QUANTO DEVEMOS TOMAR POR DIA?

Sobre Redação GreenMe

Redação GreenMe
greenMe.com.br é um site de informação sobre meio ambiente e saúde, criado para levar ao grande público, a consciência de que um mundo melhor é possível, através de um comportamento respeitoso com todas as formas de vida.

Veja Também

7 ações práticas para ter melhor saúde mental

Se você está sentindo a mente pedir socorro, saiba que existem ações práticas simples que …