Vista mar
Vista mar

Morar perto da água melhora a saúde mental

Você já parou para pensar que viver perto da água poderia ser de alguma forma benéfico para sua saúde? Bem, um estudo australiano revelou que esse tipo de proximidade tem realmente efeitos positivos sobre a saúde mental.

Olhando para a água de um rio que flui, a serenidade ou a agitação do mar, ou mesmo a contemplação das águas plácidas de um lago, são coisas que fariam particularmente bem para lidar com qualquer sofrimento psicológico. É o que diz uma pesquisa que confirma o que aqueles que vivem perto do mar, rio, lagos, etc, já sabem: a água relaxa e, uma vez acostumado a viver perto dela, é realmente difícil se separar.

Uma equipe de pesquisadores da Nova Zelândia e da Universidade Estadual de Michigan (MSU) descobriu que viver em um lugar com “vista água”, o chamado “espaço azul”, tem um benefício real e quantificável para a saúde mental.

O estudo, realizado em Wellington, uma cidade que hospeda meio milhão de moradores e é lavado pelo Mar da Tasmânia ao norte e pelo Oceano Pacífico ao sul, coletou dados sobre a visibilidade de espaços azuis e verdes usando elementos topográficos e depois os comparou com as informações do New Zealand Health Survey relacionada à escala de estresse psicológico de Kessler (parâmetro que ajuda a prever o risco de ansiedade e distúrbios do humor).

Os resultados foram claros. Como afirmou Amber Pearson, co-autor do estudo:

“O aumento das visões de espaço azul está associado significativamente aos menores níveis de angústia psicológica”

E isso seria verdade independentemente de fatores como o nível de saúde, riqueza, idade, gênero e perigo do bairro de residência.

Mas o que mais surpreendeu os pesquisadores foi que os espaços azuis tiveram um efeito positivo maior do que os espaços verdes. Como isso?

Pearson levantou a hipótese de que:

“Poderia ser porque o espaço azul era todo natural, enquanto o espaço verde incluía áreas artificiais, como campos esportivos e playgrounds (…) então, se olhássemos apenas para florestas nativas, talvez pudéssemos encontrar resultados diferentes.”

No entanto, não é a primeira vez que pesquisas cientificas mostram como viver perto da água pode melhorar a saúde. Alguns anos atrás, um estudo anterior realizado pela Universidade Britânica de Exeter tinha avaliado os efeitos benéficos do mar sobre as pessoas, encontrando um melhor estado de saúde naqueles que viviam perto da costa em comparação aos que viviam no interior.

Estar perto da água também nos torna mais felizes. Olhar para o mar, mas também para um lago, um rio ou uma cachoeira é um poderoso anti-estresse para nós. Água é fonte primordial da vida.

Na realidade, a água é benéfica para nós, como é a natureza em geral. Por exemplo, viver perto de um parque, bosque ou floresta ajuda a combater o estresse e a regular as emoções. Neste caso também, a ciência já comprovou isso.

O que você acha? Quem vive nas grandes cidades ou longe da água e do verde é realmente mais desfavorecido em termos de saúde mental ou física?

Sobre Redação GreenMe

Redação GreenMe
greenMe.com.br é um site de informação sobre meio ambiente e saúde, criado para levar ao grande público, a consciência de que um mundo melhor é possível, através de um comportamento respeitoso com todas as formas de vida.

Veja Também

Novo lockdown na França: mortes por Covid-19 voltam a crescer

Está previsto para começar um novo lockdown na França, a partir desta quinta-feira. Os casos …