Testosterona: o que é, como age e como aumentá-la naturalmente

Testosterona

Há vários hormônios atuando no nosso corpo. Mas alguns deles são “mais masculinos” ou “mais femininos”. Hoje vamos falar de um hormônio mais presente no organismo biológico dos homens: a testosterona.

1. O que é testosterona

A testosterona é o principal hormônio sexual masculino. Ela desempenha uma função fundamental no desenvolvimento dos tecidos reprodutores masculinos, como os testículos e a próstata, além de promover as características sexuais secundárias, como o aumento da massa muscular, a maturação dos ossos e o crescimento do pelo corporal.

A testosterona também está relacionada à saúde, ao bem-estar e à prevenção da osteoporose, por isso, níveis insuficientes de testosterona nos homens podem levar a vários problemas, como perda óssea, bem como em mulheres, que produzem testosterona nos ovários. Mas eles produzem cerca de trinta vezes mais testosterona do que elas.

2. Como age a testosterona

A testosterona determina várias características físicas e comportamentais dos homens, tais como:

  • ganho de massa muscular,
  • fortalecimento ósseo,
  • engrossamento da voz na puberdade,
  • ganho de pelos,
  • maturação dos órgãos sexuais e libido.

    Tanto o seu excesso quanto a sua escassez provocam alterações hormonais que podem deixar os homens, e também as mulheres, mais agressivos ou com diminuição do desejo sexual.

3. Como aumentar a testosterona naturalmente

É possível aumentar a produção de testosterona através da suplementação, que só deve ser realizada com prescrição médica. Por ser um hormônio regulador da libido, da musculatura e da massa óssea, ele pode ser tomado, desde que com orientação e em doses adequadas para cada pessoa.

É possível elevar os níveis do hormônio seguindo algumas dicas, como as dadas pelo site Manual do Homem Moderno:

1. Evitar alimentos processados (os quais, aliás, devem sempre ser evitados por quem preza por uma alimentação saudável).

2. Comer verduras e legumes, pois contribuem para a diminuição do estrogênio, o hormônio feminino.

3. Comer carnes magras e frutas como banana e maçã, que ajudam na síntese de testosterona e são fundamentais para uma dieta que busca o crescimento desse hormônio e o ganho de massa.

4. Consumir gorduras provenientes de azeite, castanhas, nozes, abacate e óleos vegetais, pois trabalham para o equilíbrio e desenvolvimento da testosterona.

5. Evitar o estresse, pois ele aumenta a produção de cortisol, uma substância que interrompe o desenvolvimento da testosterona.

6. Fazer exercícios físicos, pois ajudam a aumentar o nível de testosterona.

7. Manter uma vida sexual ativa, que aumenta a produção natural de testosterona. Aliás, o sexo é uma via de mão dupla: aumenta a produção de testosterona, que estimula a prática do sexo.

4. Testosterona em mulheres

Como vimos, nos seres humanos, e na maioria dos outros vertebrados, a testosterona é secretada principalmente pelos testículos dos machos e, em menor medida, pelos ovários das fêmeas.

Embora produzido em maior escala pelos homens, a testosterona é muito importante para a mulher. Com o passar dos anos, esse hormônio vai deixando de ser produzido naturalmente, além de uma séria de fatores que favorecem o seu declínio, como: o estresse, o sedentarismo, o uso de anticoncepcionais e a alimentação irregular.

Os baixos níveis de testosterona causam sintomas como fadiga, falta de libido, ganho de peso, dificuldade no ganho de massa muscular.

Após a menopausa, a produção da testosterona cai ainda mais, fazendo com que esses sintomas piorem.

A revista Marie Claire fez uma matéria especialmente destinada à testosterona em mulheres. Em alguns casos, a reposição hormonal pode melhorar significativamente esses sintomas. A mulher se sente mais disposta no dia a dia para praticar atividade física, ganhar massa muscular, ter mais libido sexual e capacidade de memória, além dos efeitos antidepressivo, cardioprotetor e de aumento massa óssea.

Por outro lado, o excesso de testosterona em mulheres pode causar aumento da acne, queda de cabelo, pele oleosa, alteração da voz e aumento de clitóris.

Por isso, ter hábitos saudáveis é fundamental para manter as boas taxas de testosterona, além de estar sempre com os exames em dia.

Tanto homens quanto mulheres devem se cuidar, a fim de evitar os sintomas da perda da testosterona e ter qualidade de vida.

Talvez te interesse ler também:

HOMENS QUE ADORAM COMIDA PICANTE TÊM MAIS TESTOSTERONA

A LISTA DE 30 ALIMENTOS QUE MELHORAM O DESEMPENHO SEXUAL

É doutora em Estudos de Linguagem, já foi professora de português e espanhol, adora ler e escrever, interessa-se pela temática ambiental e, por isso, escreve para o GreenMe desde 2015.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Instagram
Siga no Facebook