5 doenças que podem ser confundidas com depressão

  • atualizado: 
depressao

A depressão é uma doença dos tempos modernos. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), atualmente são 350 milhões de pessoas que sofrem com a doença no mundo todo e estima-se que, em 2030, a depressão será a enfermidade mais comum de todas, na frente do câncer e de doenças cardíacas.

Leia mais: A DEPRESSÃO SERÁ A DOENÇA MAIS COMUM NO FUTURO. E AGORA?

Talvez por isso mesmo, a depressão seja mal interpretada e até mesmo confundida com outras doenças. Muitos mitos e preconceitos existem sobre ela, que é muito séria e precisa ser bem compreendida. De acordo com o MSN, estima-se que, em até 50% dos casos, a depressão é confundida com outros problemas de saúde.

Doenças confundidas com a depressão

Confira, a seguir, algumas doenças que, comumente, são diagnosticadas como depressão.

Hipotireoidismo

A glândula da tireoide, quando desregulada, causa diversas alterações no organismo e algumas delas são confundidas com os sintomas da depressão, como cansaço excessivo, ganho de peso, falhas de memória, etc.

Parkinson

Os primeiros sinais dessa doença são semelhantes aos da depressão: falha de memória, dificuldade em manter a concentração, distúrbios de sono e apetite e baixa autoestima.

Diabetes tipo 2

Sintomas como irritabilidade e fadiga podem ser confundidos com a depressão. Mas há casos relacionados de pessoas que sofrem de depressão serem mais propensas a ter diabetes e vice-versa.

Tumores

Alguns tipos de tumores geram sintomas parecidos com os da depressão. Quando atacam o sistema nervoso central, podem gerar distúrbios provocados por alterações hormonais, que são confundidos com a depressão.

Fibromialgia

É uma doença de difícil diagnóstico porque provoca dores múltiplas e tem um fundo psicológico associado, não estando, ainda, totalmente clara para a medicina. Dores no corpo, fadiga e distúrbio do sono são os sintomas mais comuns da fibromialgia, de acordo com o site ABP.

O reumatologista do Hospital Albert Einstein de São Paulo, Daniel Feldman Pollak, explica que a tristeza, o desânimo e a irritabilidade são sintomas da fibromialgia, que aparecem em decorrência da intensa dor que os pacientes sentem. “Ninguém gosta de sentir dor. A doença acomete o corpo todo, a dor é generalizada. Os sintomas de depressão são provocados pela dor. Também devem ser tratados, mas o problema não é apenas psicológico”, esclarece.

Parte do tratamento da fibromialgia combina combina antidepressivo e relaxante muscular.

Atendimento médico

Se você tem ou conhece alguém com sintomas similares aos da depressão, procure atendimento especializado para saber exatamente o que está acontecendo. Só com exames específicos e uma profunda investigação médica pode-se diagnosticar qual é o problema e o tratamento correto para saná-lo.

Especialmente indicado para você:

5 ATITUDES QUE PODEM TE AJUDAR A DAR UM JEITO NA DEPRESSÃO

DEPRESSÃO: NOVOS OLHARES SOBRE A NOSSA INFELICIDADE CONTEMPORÂNEA