OMS alerta que a gonorreia e outras DSTs estão se tornando intratáveis

DSTs

Por causa da crescente resistência aos antibióticos, algumas doenças sexualmente transmissíveis estão se tornando intratáveis: clamídia, sífilis e gonorreia, doenças causadas por bactérias, antes eram facilmente tratadas com antibióticos que agora não fazem mais efeito. É o que alerta a OMS.

Destas doenças, a gonorreia é a mais resistente aos medicamentos. Foram detectados cepas de N. gonorrhoeae multirresistentes, que já não mais respondem a nenhum dos antibióticos existentes. Para a clamídia e a sífilis, a resistência é menos frequente mas existe, motivo pelo qual a Organização alerta para a prevenção e o tratamento precoce destas doenças como linha essencial de contenção do problema.

Tais doenças, se não tratadas a tempo, podem causar graves consequências para a saúde seja da mulher que do homem. Nas mulheres doença inflamatória pélvica, gravidez ectópica e aborto, além de infertilidade que também pode acometer os homens infectados por sífilis e clamídia.

O pedido da OMS é de que os governos sigam suas novas instruções de tratamento baseadas em novas pesquisas científicas e que monitorem a resistência das cepas. Tais doenças são difusas no mundo inteiro, causam graves problemas e podem levar à morte.

Antibiótico é um medicamento muito sério que não deve absoltutamente ser automedicado. Veja aqui na íntegra a recomendação da OMS (em espanhol) e leia abaixo mais sobre a resistência bacteriana aos antibióticos.

Leia mais sobre antibióticos e superbactérias:

SUPERBACTÉRIAS PODEM MATAR MAIS QUE O TERRORISMO

OMS ALERTA: USO ABUSIVO DE ANTIBIÓTICOS AMEAÇA A SAÚDE

SÍFILIS CRESCE EXPONENCIALMENTE EM SÃO PAULO