Pesquisa revela que iogurte pode diminuir o risco de hipertensão

iogurte

Uma recente pesquisa descobriu que o iogurte pode reduzir em até 20% o risco de hipertensão, sobretudo, em mulheres.

Conjugado com hábitos saudáveis, a pesquisa confirma que o risco de doenças cardiovasculares diminui bastante com uma alimentação adequada e com a prática de exercícios físicos. A hipertensão é a principal causa de infartos e AVC.

A cardiologista Patricia Rueda explica que essa pesquisa, realizada nos Estados Unidos, acompanhou pessoas por muitos anos e avaliou “o impacto do consumo de iogurte no desenvolvimento da pressão arterial. A pesquisa observou que entre as mulheres que consumiam pelo menos 5 porções de iogurte por semana, o risco de desenvolver hipertensão arterial foi 20% mais baixo do que as que não consumiam essa quantidade".

Fatores como raça, padrão alimentação, IMC, hábitos de vida foram relacionadoas ao desenvolvimento de doenças tanto cardiovasculares como de outras. O impacto do iogurte na vida de pessoas foi analisado num grupo de mulheres e em outro de trabalhadores do sexo masculino.

A justificativa para o resultado da pesquisa ainda é desconhecida. Mas algumas hipóteses foram levantadas. Uma delas é que o potássio e o magnésio, encontrados nos laticínios, estão associados à diminuição do risco da pressão alta. Outra hipótese é que os lactobacilos presentes no iogurte reagem no organismo inibindo uma enzima que reduz a pressão arterial.

Entretanto, a cardiologista alerta que é preciso bom senso para analisar o resultado da pesquisa, que deve ser interpretado como um indício de que um nutriente pode trazer benefícios, mas que o fundamental é manter hábitos saudáveis. Tanto que mulheres obesas tiveram anulados os efeitos benéficos do iogurte. Isso conclui que o resultado da pesquisa confirma que é importante manter o peso, fazer exercícios físicos e ter uma alimentação saudável.

Desde criança, deve-se medir a pressão arterial. As mulheres têm cada vez mais sofrido com doenças cardiovasculares. Na menopausa, as mulheres ficam expostas ao mesmo risco que os homens. A hipertensão é uma doença silenciosa, por isso é tão importante fazer exames de rotina, anualmente, medindo a pressão arterial.

Nos casos em que for preciso tomar um medicamento para hipertensão, esteja ciente de que ele controla a pressão a um nível adequado, e não a diminui. É preciso tomar o remédio diariamente, segundo a recomendação do cardiologista. 

Leia também:

seta

PROBIÓTICOS PARA COMBATER O ESTRESSE E A ANSIEDADE

seta

OS 10 NUTRIENTES FUNDAMENTAIS QUE TODA MULHER PRECISA

PRESSÃO BAIXA: SINTOMAS, CAUSAS E REMÉDIOS NATURAISseta