Herpes labial: o que é, quais são os sintomas e como evitar

  • atualizado: 
Herpes labial

Por mais que seja amplamente divulgada, principalmente pelo Ministério da Saúde, muita gente ainda não sabe o que é herpes labial, consequentemente também não sabe como se proteger dela. Estima-se que cerca de 1/3 da população mundial esteja contaminada com o vírus da herpes. Veremos aqui quais são seus principais sintomas, como ela surge e como evitá-la, além de claro, aprendermos o que é a herpes.

Acompanhem o conteúdo:

1. O que é herpes labial

Em âmbitos gerais, o vírus da herpes é classificado em tipo 1 (HSV-1) e tipo 2 (HSV-2), sendo o primeiro tipo o causador da herpes labial, o qual exploraremos um pouco mais a fundo; e o tipo 2 o mais popularmente conhecido como herpes genital.

Há ainda a variação do que seria o "tipo 3" que é conhecido como vírus da varicela (catapora), também causador da herpes-zóster.

A herpes labial, que entenderemos mais detalhadamente, é uma reação infecciosa na pele causada pelo vírus da herpes tipo 1 (HSV-1). Este vírus é comumente transmitido através do contato oral (geralmente beijo) com a pessoa contaminada. No entanto, mesmo o contato indireto pode ser o suficiente para a transmissão deste vírus: aqui citamos a utilização da mesma louça por uma pessoa contaminada (o compartilhamento de copos, talhes e etc.), assim como o contato com a saliva de uma pessoa contaminada ou outras secreções.

É importante salientar que embora o tipo 1 do vírus da herpes seja conhecido como herpes labial, ele também pode se alastrar por outras áreas da face em casos mais extremos, daí a necessidade de constante acompanhamento médico para saber a situação de nossa saúde.

2. Quais são os sintomas da herpes labial?

Normalmente, os sintomas da herpes começam com a sensação de coceira na região em torno dos lábios por um ou dois dias. Em seguida começam a surgir pequenas eclosões parecidas com espinhas ou cravos que logo se tornarão feridas e darão a sensação similar à de queimaduras causadas pelo fogo.

3. Como se proteger da herpes labial

Em geral o vírus da herpes labial é transmitido por alguém com sintomas evidentes (como feridas ao redor dos lábios), ou seja, uma pessoa em que a herpes já tenha eclodido. O contato próximo à área contaminada (beijo, toque ou saliva) é suficiente para a contaminação. Portanto é muito comum que o vírus se espalhe entre os moradores de uma mesma casa, ou pessoas que compartilham de objetos como louça, talheres etc.

Herpes labial 2

4. Como evitar o contágio

Para evitar o contagio, é preciso separar em casa os utensílios usados por quem estiver com herpes em erupção. Mas, às vezes o vírus da herpes labial pode nos ser transmitido de forma que talvez não possamos evitar pois, o maior risco de transmissão é na fase inicial, no início do aparecimento das lesões, quando o infectado pode nem mesmo saber que está com o vírus.

No entanto, uma vez tendo diagnosticado o vírus, cuidar da imunidade é o principal fator para diminuir a ocorrência das lesões.

5. Como aumentar a defesa imunitária

Estar contaminado com a herpes, no entanto, não significa o aparecimento dos sintomas do vírus. Por vias de regra, a herpes labial tenderá a aparecer quando a imunidade do corpo está baixa, pois o corpo ficará menos resistente ao vírus.

Podemos considerar que a melhor forma de evitar o aparecimento da herpes labial é através da manutenção de hábitos saudáveis que aumentam a nossa defesa imunitária, tais como ingestão de água, sucos naturais ricos em vitamina C e a realização de práticas de exercícios.

Aqui vale citar também que fatores como dormir mal, comer alimentos de baixa qualidade (frituras, alimentos industrializados e etc.) assim como o hábito da ingestão de álcool, o tabagismo, são fatores que irão colaborar para diminuir a imunidade do corpo.

Estresse e ansiedade também são outros grandes vilões da saúde. O corpo e a mente precisam relaxar para não se sobrecarregarem e adoecerem.

É recomendada uma visita médica para o diagnóstico do problema e para se obter um tratamento adequado.

Talvez te interesse ler também:

HERPES GENITAL TEM CURA? TODOS OS TRATAMENTOS

HERPES ZOSTER – TEM CURA? TODOS OS TRATAMENTOS

DEPILAÇÃO ÍNTIMA TOTAL PODE CAUSAR INFECÇÕES GRAVES

ideal 300x200

Purificador de água

Benefícios da água alcalina e ozonizada

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!