Brasil está entre os dez países com maior número de suicídios

O suicídio é sempre um tema de difícil abordagem. Muitas pessoas ignoraram males como a depressão e os outros motivos que levam uma pessoa a cometer tal ato até que seja tarde demais. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os anos é tarde demais para mais de 800 mil em todo o mundo, ou seja, um suicídio é cometido a cada 40 segundos. E o Brasil, infelizmente, está entre os dez países com o maior número de suicídios, é o oitavo lugar desta triste lista tendo registrado, no ano de 2012, 11.821 casos.

O primeiro lugar fica com dois gigantes emergentes na economia mundial e os dois países mais populosos do planeta, a Índia em primeiro lugar com 258 mil casos seguida da China com 120 mil. Aproximadamente 75% de todos os casos acontecem em países de rendas média e baixa.

O relatório sobre o suicídio, o primeiro deste tipo, da OMS foi divulgado na quinta-feira, dia 10, marcando o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Os especialistas afirmam no relatório que a depressão é a principal razão para as tentativas de suicídio.

A respeito das faixas etárias com maiores tentativas de suicídio, homens e mulheres acima dos 70 anos dominam a lista, seguida da faixa etária entre 15 e 29 anos de idade. Os homens são os que mais morrem por suicídio, especialmente após ultrapassar os 50 anos.

Atualmente há mais mortes por suicídio no mundo do que as mortes causadas por motivo de guerra ou tentativas de homicídio. As pessoas utilizam armas de fogo, pesticidas e enforcamento como maneiras mais utilizadas para as mortes.

Brasil

O Brasil está em oitavo lugar na lista de países que mais cometem suicídio. A brasileira psicóloga e psicoterapeuta Karen Scavacini, que participou da revisão do relatório da OMS, falou sobre os números do Brasil no relatório da OMS e a situação do país com os suicídios aqui cometidos. Os dados assustam por serem superiores ao número de falecimento em situações já conhecidas do povo brasileiro, como os acidentes de trânsito.

"No Brasil hoje a gente tem em média um suicídio por hora. Foi um aumento maior do que o crescimento da população, maior do que o de homicídios e maior do que os acidentes de trânsito.”, afirmou Scavacini.

Karen também sobre o que ações para diminuir o número de suicídios:

"A primeira coisa é detectar casos de depressão e encaminhar as pessoas com depressão para tratamento. Porque 90% das pessoas que cometem o suicídio têm depressão no momento do ato. Além disso, reduzir o uso do álcool, o acesso ao álcool e drogas e o acesso ao meio, como a gente chama armas de fogo, pesticidas, acesso a pontes e edifícios. Esses são alguns dos meios que nós temos para diminuir essa alta do número de suicídios."

Algumas dessas medidas foram adotadas por países como os EUA, Japão e Canadá para reduzir o acesso a métodos de suicídio e diminuir as mortes. Todas as ações destes países foram tomadas ignorando os tabus e preconceitos envolvidos com pessoas que tentam se matar. A depressão e o suicídio são assuntos sérios e que devem receber a devida atenção dos líderes mundiais.

A meta do plano de ação de saúde mental da organização é que os Estados-membros reduzam a taxa de suicídios em 10% até 2020.

Leia também: NO FACEBOOK TODO MUNDO É LINDO E FELIZ, ATÉ A PÁGINA...

Fonte foto: freeimages.com