Novidade sobre os refrigerantes: eles reduzem a expectativa de vida

refrigerantes reduzem a expectativa de vida

Que engordam, provocam celulites, auxiliam no aumento de taxas de açúcar no sangue, entre outros efeitos, nada é novo sobre refrigerantes – inclusive, são características que não impedem essas bebidas de ser adoradas por amplas parcelas da população. Mas, agora vem o tiro de misericórdia sobre o tema: refrigerantes ajudam a promover o envelhecimento.

Essa é a conclusão obtida a partir de um estudo feito pela University of California, San Francisco que afirma que o consumo da bebida açucarada chega a roubar dois anos de vida de células do sistema imunológico, que ajudam na defesa do organismo.

Foram estudados, no processo, os telômeros, que são as estruturas responsáveis pela proteção a danos externos e ficam nas pontas de cromossomos. Inclusive, em outras oportunidades, foram apontados como as chaves da longevidade.

Com o tempo, o que ocorre é que os telômeros sofrem encurtamentos sucessivos e impedem as células de se dividir, continuamente. Por isso, os telômeros encurtados são associados à vida mais curta, propiciando o surgimento de uma série de doenças – como câncer e diabetes.

Foram observadas cerca de 5.300 pessoas em idade adulta, entre 20 e 65 anos, sem qualquer histórico de quadros de diabetes ou doenças do sistema cardiovascular. A grande questão, para variar, está no açúcar: o refrigerante faz com que tenhamos uma ingestão imensa dessa substância, repentinamente, o que faz com que os efeitos sejam absolutamente negativos para o metabolismo humano.

Outro estudo, da Universidade Holandesa de Leiden, também chegou às conclusões semelhantes. O resultado: quanto mais glicose no sangue, maior a percepção de seu envelhecimento cutâneo.

Especialistas em dermatologia, como o famosíssimo norte-americano Nicholas Perricone, também são ardorosos acusadores de substâncias tóxicas como detonadoras do envelhecimento da pele. O açúcar é um dos grandiosos vilões desse processo, por produzir enzimas que afetam as fibras de colágeno e de elastina, favorecendo o aparecimento de rugas e de inflamações.

A reversão desse processo negativo se daria, claro, pela dieta balanceada, com frutas legumes e verduras, bem como proteína animal como o salmão – para os consumidores de carne animal.

Leia também: Acordo leva fabricantes de refrigerantes a diminuirem 20% das calorias

Fonte foto: freeimages.com