Surfe sustentável: eis a primeira prancha feita de algas

surfe algas

Surfe sustentável: para entrar na onda verde é possível ser ecologicamente correto respeitando os mares e oceanos não deixando lixo nas águas, entre tantas outras atitudes. Mas a super novidade hoje é dar adeus ao poliuretano usado na fabricação das pranchas tradicionais. 

Biólogos e químicos da Universidade de San Diego, em colaboração com a empresa Arctic Foam, tinham em mente encontrar materiais sustentáveis ​​que pudessem substituir a espuma proveniente do petróleo, usada na criação das pranchas de surfe. E a resposta que eles encontraram surgiu próprio das águas…as algas.

O projeto foi apresentado ao prefeito da cidade de San Diego, Califórnia, no último Dia da Terra, quando foi mostrado o documentário World's Smart Cities. Assim, mesmo para um esporte em harmonia com a natureza por excelência, está se aproximando a era de um estilo ambientalista ao 100%, longe das peças de plástico criadas com combustíveis fósseis.

"No futuro, nós pensamos que todas as pranchas serão feitas desta forma, a fibra de vidro será proveniente de fontes renováveis, bem como a resina de fora", disse Stephen Mayfield, estudioso geneticista de algas que se dedica à produção de biocombustíveis e professor de biologia da UC San Diego.

O que fizeram os alunos de química foi produzir a espuma de poliuretano a partir do óleo de algas, que geralmente é usado para produzir combustível. O óleo foi obtido com algas cultivadas em laboratório e quimicamente transformadas em vários tipos de polióis, que foram então misturados com alguns silicatos e um catalisador, de modo a poder expandir-se como uma espuma rígida e que pode flutuar, em substituição ao poliuretano.

A primeira prancha de surfe para o mundo, com um núcleo proveniente de algas, foi então revestida de fibra de vidro e resina renováveis. Por enquanto não há comercialização, mas certamente partir de uma espuma natural para criar uma prancha sustentável, é o ponto de virada do surfe.

Leia também: 

Stand Up Paddle, não é à toa que virou febre. Conheça todas as modalidades

Conheça o Projeto Prancha Ecológica: sustentabilidade e surf em uma só iniciativa